Huawei irá construir rede 5G para a Rússia

A controvérsia em torno da Huawei desde que ficou na lista negra dos Estados Unidos da America, foi redirecionada, assim que anunciou que assinou um contrato de desenvolvimento da rede 5G com a MTS, a maior operadora móvel Russa.

Numa visita de três dias a Moscovo, o Presidente Chinês Xi Jinping, assinou o acordo que sinaliza o desejo de um relacionamento mais próximo entre as duas potências, além de unir duas empresas líderes.

O Presidente da Rússia Vladimir Putin, diz que a cooperação entre o seu País e a China está “ num nível sem precedentes”, afirmação concordada pelo Presidente da China Xi Jinping. Esta união vem fortificar os dois Países contra as agressões dos EUA.

Este acontecimento é um grande alívio para a Huawei que tem vindo a ser duramente criticada e posta de parte face às acusações e críticas do Presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump. No início desta semana foi revelado que a Huawei está a vender o seu negócio de cabos submarinos, que se julga ser motivado devido à má fase que a empresa está a passar.

A redução da produção dos seus smartphones com a Foxconn também foi um efeito causado pelo mal estar geral da empresa provocado pelas negações dos EUA, e devido à perda da licença do Android, do Google, que permite o envio de dispositivos com aplicativos e serviços do Google pré-carregados.

Em relação ao 5G, o SoftBank do Japão optou por equipamentos Nokia e Ericsson em vez da Hawei que era a principal fornecedora da infraestrutura 4G para a operadora. Todos este problemas ainda se deverão prolongar por mais algum tempo, mas esta boa notícia veio dar ânimo à Huawei, que ganhou um contrato bastante significativo. A Huawei já tinha mencionado que os EUA não representa o mundo mas apenas uma parte do mundo.

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here