Huawei diz que não é ameaça para os Estados Unidos

passatempo

HuaweiO fundador e administrador da Huawei, Ren Zhengfeu, surgiu ontem publicamente para negar as acusações de que a sua empresa seria uma ameaça para os Estados Unidos.

Esta resposta vem depois de ser conhecida uma primeira versão de um relatório que será revelado na próxima segunda feira, na Casa dos Representantes, que alega que a rápida expansão dos fabricantes de equipamentos telefónicos Huawei e ZTE no mercado Americano é uma potencial ameaça à segurança nacional. O relatório tem por base 11 meses de investigação e indica que a Huawei e a ZTE podem estar a trabalhar com o Governo Chinês por razões não comerciais.

As duas empresas já tinham reagido às acusações de forma oficial dizendo que as mesmas não tinham qualquer fundamento. A ZTE diz mesmo que discorda profundamente deste relatório e que não deveria ser o foco desta investigação para que sejam excluídas empresas ocidentais muito maiores.

O fundador da Huawei diz que a empresa não tem qualquer ligação com os problemas de segurança que os Estados Unidos, tiveram ou possam vir a ter no futuro. Para fundamentar esta ideia, acrescentou que os equipamentos da empresa são pouco usados nas redes americanas, dizendo ainda que nunca venderam nenhum equipamento chave para as principais operadoras dos Estados Unidos nem nunca venderam nenhum equipamento a uma agência governamental.

Esta aparição, segundo a Reuters, é realmente notícia já que há mais de 25 anos que o administrador não falava com a imprensa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here