Honor 10 GT: uma versão “Turbo” do topo de gama

O Honor 10 já é um excelente smartphone e um dos equipamentos com melhor relação qualidade-preço do mercado, com especificações de topo a um preço bem acessível, como referimos na nossa análise ao Honor 10. Mas, acabou de ficar ainda melhor, já que a Honor acaba de anunciar o Honor 10 GT.

Esta versão é um pouco melhorada, sendo que mantém a grande maioria das especificações topo de gama que já acompanha a versão normal do Honor 10. O que se difere neste equipamento é a memória, já que o Honor 10 GT tem 8GB de RAM.

Tudo o resto, está exatamente igual ao Honor 10, sendo que há mais um pormenor que acompanha a versão GT, já inclui o GPU Turbo. O GPU Turbo permite aumentar o processamento gráfico em 60%, reduzindo a o consumo de energia do processador em 30%. O objetivo é mesmo este, garantir um maior equilíbrio entre o processamentos e o consumo de energia, aumentando o processamento sem desequilibrar a duração da bateria.

A Honor acredita que o GPU Turbo irá ser benéfico para os jogos que precisem de grandes processamentos gráficos, otimizando a velocidade e a experiência de jogo. Esta tecnologia também contempla o suporte a realidade virtual e realidade aumentada, o que é uma tecnologia apontada como o futuro. O primeiro equipamento com esta novidade é o Honor Play, mas já está prevista a atualização da maioria dos smartphones recentes da Honor e da Huawei. Aliás, o Honor 10 deverá ter a atualização ainda este mês.

O Honor 10 e o Huawei P20 partilham muitas das especificações, sendo que a grande diferença está na câmara. É que enquanto o Huawei P20 tem a marca da Leica e que permitiu à Huawei colocar-se no topo quando se compra as câmaras fotográficas dos smartphones, o Honor 10 não tem as lentes fabricadas com os requisitos da Leica, mas não é por esse motivo que a câmara é muito pior. Aliás, bem pelo contrário.

O Honor 10 tem dois sensores na traseira, uma de de 16 MP com uma abertura de f/1.8, enquanto que outra apresenta 24MP com a mesma abertura. A câmera frontal é de 24MP mas tem uma abertura inferior de f/2.0. Estas lentes são são Leica o que, na pouca experiência que tivemos, não conseguimos ver grandes diferenças. No entanto, por exemplo, no modelos anterior, o Huawei P10 e o Honor 9, verificámos uma pequenas diferença a favor do equipamento da Huawei.

Em destaque estão diversas funcionalidades de inteligência artificial aplicada ao reconhecimento visual incluídas à partida no telemóvel. Reconhecimento automático do cenário da foto, reconhecimento e identificação de pessoas, filtros de realidade aumentada ou ajustamento automático de iluminação são apenas algumas da possibilidades que a inteligência artificial trás a este smartphone.

O ecrã é de 5.84 polegadas e uma tecnologia IPS LCD. A resolução é de 1080 x 2280 em Full HD+, também com o famoso notch que a tendência “obriga”. O processador é o potente octa-core Kirin 970 com frequências máximas de processamento de 2.4GHz, nunca visto nesta gama de preços. Este processador destaca-se pelas suas capacidades de processamento de inteligência artificial, em particular em reconhecimento visual. Em termos de memória existirão duas opções: uma que conta com 128GB de armazenamento e 4GB de RAM, outra ligeiramente mais barata de 64GB de armazenamento e 4GB de memória RAM.

A bateria é uma Li-Po de 3400 mAHZ. O telemóvel corre o Android 8.0 Oreo através do EMUI 8.

Fonte: GSMArena

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here