Hackers pirateiam página inicial da Google na Palestina

Palestina

A página inicial do motor de busca Google na Palestina foi atacada esta segunda-feira (26) por piratas informáticos. Os hackers limitaram-se a deixar uma mensagem de teor político na página que dizia “Tio Google, nós dizemos ‘olá’ da Palestina para te lembrar que o nome do país no Google Maps não é Israel, mas Palestina”.

A mensagem continuava mais abaixo, mostrando o mapa da região: “Pergunta: o que aconteceria se nós mudássemos o nome do país de Israel para Palestina no Google Maps? Seria a revolução”. O ataque foi notado quando o endereço google.ps passou a conduzir os utilizadores para uma página que mostrava a informação “conta suspensa” e exibia a mensagem.

De acordo com o site ZDNet, os servidores não foram atacados, apenas a página. Os hackers conseguiram piratear o domínio e redirecionar os utilizadores para outro servidor em Marrocos.

O caso parece uma “vingança” dos hackers palestinos contra a Google devido à nomenclatura ainda algo confusa do país no Google Maps.

t-google-ps-hacked-1377548602

Contudo, recorde-se que, em maio deste ano, a empresa trocou o nome do seu motor de busca no país, deixando de utilizar o termo Territórios Palestinos para usar o nome Palestina. O governo de Israel chegou a exigir que a empresa reconsiderasse a decisão.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here