Guerra entre Amazon e Microsoft por cloud militar

Red Magic 5G

A empresa Amazon pediu ao tribunal para os trabalhos da Microsoft ficarem parados. Os trabalhos em questão sobre um contrato multimilionário para providenciar a força militar dos Estados Unidos da América com serviços cloud.

A empresa Microsoft ganhou o contrato Jedi (Joint Enterprise Defense Infrastructure) em outubro. Passado um mês, a Amazon colocou um processo em tribunal onde afirma que processo que fez a Microsoft ganhar o contrato continha deficiências e erros. Também se acusou o presidente da América de interferência politica.

A Amazon tinha sido considerada favorita a ganhar o contrato (contrato esse que valia $10 biliões durante os próximos 10 anos. A Amazon quer agora que todo o processo do contrato seja congelado até que o tribunal estude o protesto da empresa.

Numa declaração da divisão cloud da Amazon serviços da web, pode-se ler que é comum existir este tipo de pausas em contratos enquanto existem protestos em tribunal e que é importante que os vários erros ocorridos e a interferência politica que teve impacto na decisão seja revista. A empresa também afirma que está completamente disponível para ajudar os esforços de modernização do Departamento da Defesa e também na resolução rápida da situação em questão.

Em julho, o presidente Trump tinha partilhado com os jornalistas que eles estava a receber imensas reclamações sobre o possivel acordo entre o Pentágono e a Amazon. Antes destas declarações, Trump tinha sido um critico activo sobre a Amazon e o seu fundador, Jeff Bezos, que também é dono do Washington Post. Uma outra declaração realizada na altura em que o contrato foi celebrado afirmava que todos os candidatos foram tratados de maneira justa.

Criticos afirma que, apesar de a Amazon tentar atrasar o arranque do contrato Jedi, este contrato vai ser decisivamente importante para a Microsoft.

Mas afinal o que é o contrato Jedi? Este contrato surgiu da necessidade de trocar a rede de computadores do Departamento da Defesa por um sistema cloud.

Segundo o contrato, a Microsoft vai providenciar análises de inteligência artificial e guardar informações secretas do governo, de entre outros serviços. É espera que desta maneira o exército tenha melhor acesso a informação.

Fonte: BBC

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here