Google vai passar a pagar por conteúdos de alguns media

A Google anunciou um programa através do qual passará a pagar a alguns meios de comunicação social para partilhar os seus conteúdos nos serviços “News” e “Discover”, uma medida que os media exigiam há anos. A notícia foi dada pela agência Lusa.

Numa publicação no blogue oficial da empresa, o vice-presidente para a gestão de produtos da “News”, Brad Bender, explicou que o programa será lançado “ainda este ano” e envolverá inicialmente os Diários Associados do Brasil, o grupo alemão Der Spiegel e o Solstice Media da Austrália, seguindo-se posteriormente publicações noutras partes do mundo.

De acordo com Bender, a ideia é ajudar os media a “rentabilizar os seus conteúdos através de uma experiência enriquecida de contar notícias que permita às pessoas mergulharem em histórias complexas, serem informadas e expostas a um mundo de diferentes questões e interesses”.

Bender não entra em grandes pormenores, diz que ainda está em desenvolvimento, mas enfatiza que o programa “sinaliza um grande desenvolvimento na maneira” como a Google trabalha com publishers – as empresas jornalísticas.

A empresa disse que, “sempre que possível”, se oferecerá para pagar aos meios de comunicação por conteúdos que normalmente só estão acessíveis por assinatura, para que as pessoas os possam visitar gratuitamente através dos portais Google. “Isto permitirá às empresas editoriais aumentar o seu público leitor e criar uma oportunidade para as pessoas lerem conteúdos que normalmente não veriam”, adianta a empresa.

Em abril deste ano, o regulador francês para a concorrência ordenou à Google que pagasse pela utilização de conteúdos, enquanto na Austrália, a sugestão foi a de que tanto a Google como o Facebook partilhassem parte das receitas de publicidade.

Durante anos, os meios de comunicação social de todo o mundo têm exigido que os governos e o poder judicial nos respetivos países forcem a empresa de motores de busca a compensá-los financeiramente pela partilha do seu conteúdo, algo a que até agora a Google sempre resistiu.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here