Google quer inteligência artificial acessível a mil idiomas

A Google quer desenvolver inteligência artificial nas mil línguas mais faladas do mundo. 

Para que a Inteligência Artificial continue a crescer e desenvolver-se, os dados são fundamentais, daí que a Google e os outros gigantes tecnológicos estejam a procurar meios de explorar informações para ajudar a melhorar o desempenho dos produtos e estar mais disponíveis para um público mais abrangente.

“Imagine um novo utilizador de internet em África que fale wolof a usar o telemóvel para perguntar onde fica a farmácia mais próxima”, disse Johan Schalkwyk, investigador da Google. “Nós damos como garantidas essas situações”, continuou, acrescentando que os idiomas “não estão disponíveis para todos no mundo”.

A gigante de tecnologia desenvolveu um modelo de fala universal (USM) que é treinado em mais de 400 idiomas – é o modelo que oferece a maior cobertura de sempre até agora, enquanto também está a fazer uma parceria com comunidades do mundo inteiro para obter pormenores sobre cada língua ou dialeto falado.

De salientar que recentemente a empresa de tecnologia adicionou mais 24 idiomas à sua plataforma Google Translate e permite agora a escrita por voz para mais nove idiomas africanos no Gboard, o que reflete a aposta da empresa num aumento das ofertas linguísticas das várias apps.

De acordo com Schalkwyk, existem mais de sete mil idiomas em todo o mundo. No entanto, o Google oferece apenas traduções para pouco mais de 130. A gigante dos mecanismos de busca pretende ampliar essa oferta substancialmente e está a trabalhar com governos locais, ONGs e instituições académicas no sul da Ásia para recolher amostras de áudio de diferentes dialetos em toda a região. O projeto, ambicioso, vai demorar alguns anos até estar concluído.

A Meta, dona do Facebook, já tinha anunciado no início deste ano um plano semelhante chamado “No Language Left Behind”, projetado para criar sistemas de tradução para cobrir centenas de idiomas do mundo.

Fonte: ZDNet

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui