Google e Facebook querem arrasar páginas com notícias falsas

google-facebook

A Google e o Facebook estão unidos na luta contra a proliferação de notícias falsas na Internet. Hoje em dia, as redes sociais são o veículo perfeito para que se replique o efeito de partilha de conteúdos que não cumprem com a necessária qualidade ou mesmo veracidade.

A recente polémica que envolveu o Facebook, acusado de ter manipulado a opinião dos americanos com a partilha de notícias, e o candidato vencedor Donald Trump foi o ponto de partida para uma guerra que promete deixar sem visitas as páginas que espalham notícias falsas.

A arma mais poderosa com que a Google e o Facebook contam é o de permitir o estrangulamento financeiro de muitos sites que ocupam o seu espaço com notícias que apenas têm como objetivo a geração de tráfego e receitas. O tiro certeiro acontece com a irradicação dos seus lucrativos sistemas de publicidade. A notícia bombástica foi hoje avançada pelo New York Times.

Nesta guerra no ciberespaço pela qualidade do conteúdo a Google deu o primeiro passo decretando um ‘ban’ ao sistema AdSense. Em seguida o Facebook respondeu ao desafio com políticas apertadas para o seu Audience Network que promete ir mais longe incluindo na lista negra dos conteúdos ilegais as páginas que difundam este tipo de notícias.

E os resultados de pesquisa da Google?

A grande incógnita de todo este movimento para tornar a Internet um espaço de conteúdos com mais qualidade é a eliminação ou penalização dos sites que difundem notícias falsas dos resultados de pesquisa. Até ao momento a Google não respondeu aos pedidos de esclarecimento de vários orgãos de comunicação social, mas será uma medida muito importante nesta cruzada.

A Internet vai passar a oferecer mais qualidade em termos de conteúdos

São depositadas grandes esperanças nesta iniciativa que tem na Google e no Facebook os principais exércitos de batalha. Ainda assim os resultados tardarão em chegar, até porque a programação permite manobras muito engenhosas e também porque no ciberespaço é tanta a quantidade de conteúdo falso que a limpeza demorará o seu tempo.

Há muito que todos ambicionam que a Internet seja um espaço idêntico a uma biblioteca, incluindo mesmo a sua exploração comercial. Uma simples iniciativa pode mudar o mundo é um facto, a nós, resta-nos aguardar, com muita esperança, de que amanhã a Internet será o maior espaço de conhecimento e conteúdo útil a toda a humanidade.

Fonte: New York Times

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here