Google baniu DO Global: programador da Play Store com mais de 600 milhões de downloads

O Google baniu um programador chinês muito popular da sua Google Play Store e e está a remover dezenas de aplicações deste programador depois que o BuzzFeed e os investigadores de segurança descobriram que o esta empresa estava a cometer fraudes com anúncios e a abusar das permissões de utilizador. O desenvolvedor chinês DO Global, que é parcialmente propriedade da Baidu, estava a produzir cliques em anúncios falsos para obter receita, entre outras práticas fraudulentas.

“Assumimos a nossa responsabilidade de proteger os utilizadores e anunciantes com seriedade e investimos em ferramentas e recursos para combater fraudes e abusos. Investigamos ativamente comportamentos maliciosos e, quando encontramos violações, agimos, incluindo a remoção da capacidade de um programador rentabilizar a respetiva aplicação com o AdMob ou de publicar no Google Play “, afirmou o Google.

O Google não confirmou oficialmente que baniu totalmente a DO Global, no entanto não são encontradas outras aplicações da empresa na Play Store, segundo o BuzzFeed, o que nos leva a crer que é mesmo verdade.

Pelo menos seis aplicativos foram encontrados pelos investigadores a conter códigos para cliques em anúncios falsos que seriam executados em segundo plano mesmo quando um utilizador mantivesse o aplicativo fechado. A DO Global já tinha cerca de 100 aplicações na Play Store, muitos deles listados sob outros nomes de programadores, como o “Pic Tools Group”. O BuzzFeed informa que 46 deles agora desapareceram.

A Check Point escreveu em sua pesquisa: “Num mundo onde a receita publicitária pode produzir uma receita muito alta, não é surpreendente que haja uma procura atrás de atividades fraudulentas contra agências de publicidade. “Seguir o dinheiro” é uma boa regra de ouro ao investigar uma campanha maliciosa. “Ele analisou os aplicativos depois que o BuzzFeed entrou em contato com eles e, depois de publicar as suas descobertas na semana passada, o Google entrou em ação.

Esta não é a primeira vez que o Google teve que remover um grande lote de aplicações por violações. Em janeiro do ano passado, o Google excluiu 60 jogos da Play Store depois que a Check Point encontrar um bug malicioso contido nas aplicações que exibiam anúncios para maiores de 18, sendo que muitos dos jogos eram destinados a crianças.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here