God of War é uma grande missão de escolta

 

Desde que a Sony anunciou pela primeira vez God of War para a consola Playstation 4 no evento Electronic Entertainment Expo no ano 2016, o diretor Cory Barlog rejeitou a noção de que o seu jogo é uma missão de escoltada bastante demoradas. Mas, agora na última aventura de Kratos (que está a receber críticas positivas) ficou esclarecido que Cory Barlog estava confuso. Para o site The Hollywood Reporter, o diretor da Sony de Santa Monica, no ano 2017, afirmou “Definitivamente não é uma missão de escolta. O jogador tem comando direto sobre Atreus, com o qual está a tentar guiá-lo pelo caminho certo, mas ele tem a sua própria opinião e é capaz de lidar com as coisas, mesmo quando você não está a prestar atenção”.

God of War segue um Kratos mais velho que sobreviveu às aventuras na Playstation 2 Playstation 3 e, agora, vive no reino nórdico de Midgard, a casa de deuses como Odin e Thor. Esta história começa com o funeral da segunda esposa de Kratos que também é a mãe do seu filho (ainda vivo), Artreus. Juntos, Kratos e o menino com arco e flecha devem subir ao pico mais alto de Midgard e espalhar as suas cinzas. Poderá observar o potencial de God Of War, mas ele terminará como muitas missões de escolta, onde o jogador deve concentrar grande parte dos seus esforços em manter a personagem viva e longe de perigos. Mas, neste jogo, você tem uma diferença crucial: você não está a escoltar Artreus, mas ele está a acompanhar-te.

Segundo a narrativa, Kratos está a ensinar Artreus a caçar, lutar e a cuidar de si mesmo, mas a realidade é exatamente o oposto. Artreus é que está a treinar-te! Ele é a voz durante os combates ou quando você resolve um quebra-cabeça. Se os inimigos estiverem perto de ti, ele vai avisar-te. Se estiveres com pouca vida, ele vai alertar-te. Se passares junto a algum tesouro, ele ficará ao lado dele e questiona-se “O que é isso?”. Desta forma, Artreus ajuda-te a tornares um jogador menos frustrado ao longo de God of War, oferecendo-te uma personagem para te guiar ao longo das aventuras.

Fontes: Venture Beat

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here