Gmail: os seus emails podem ser lidos por aplicações terceiras

Red Magic 5G

Em 2013, estalou uma polémica sobre a possibilidade de a Google poder ler o seus emails e essa informação poder ser usada para fins de publicidade. A Google acabou por confirmar que isso já não seria feito pela empresa e que os emails pessoais não seriam usados para esses fins. No entanto, parece que há quem leia.

Segundo uma investigação do Wall Street Journal, que a chamou por “Segredo Sujo” (“Tech’s Dirty Secret”), quando você dá acesso de aplicações terceiras à sua conta do Google e Gmail, estas passam a ter acesso aos emails. O jornal falou mesmo com diversas destas empresas de aplicações que confirmam que os seus funcionários já leram milhões de mensagens. O Google já confirmou que esta informação é verdade.

No ano passado, a Google acabou por garantir que os seus servidores já não analisam as caixas de entrada dos utilizadores do gmail, mas infelizmente o mesmo não é feito por empresas terceiras. Segundo a resposta oficial da Google sobre este assunto, esta situação está de acordo com as políticas de privacidade da Google, e que o acesso é dado quando os utilizadores dão o acesso às aplicações.

Segundo as empresas que confirmaram que têm este acesso, como a Edison Software ou a eDataSource Inc., a possibilidade de analisarem os emails dos utilizadores permite que as empresas criem serviços ou que melhorem os seus próprios serviços aos clientes.

Na investigação levada a cabo, é indicado que não há quaisquer evidência que a informação que estas empresas obtiveram por lerem emails dos utilizadores tenha sido utilizado para outra situação que não a criação ou melhoramento dos seus software, no entanto não deixa de ser uma situação que deixa várias questões.

Segundo a Google, os seus próprios empregados apenas lêem emails em “situações muito específicas quando o utilizador nos pede e dá concentimento, ou por razões de segurança, como um caso de investigação de um bur ou abuso”.

Segundo a notícia, serão mais de 1,4 mil milhões de utilizadores do serviço de email da Google, sendo que a empresa não divulgo quantas aplicações é que têm acesso ao gmail. No entanto, segundo a App Annie, há 379 aplicações na Google Play e na App Store de gestão de emails e que podem ter este tipo de acesso.

Quer ver se deu acesso a alguma aplicação?

Com esta investigação, a Google também divulga a forma para verificar este tipo de acessos e como bloqueá-los.

Os utilizadores podem visitar a página das definições de segurança da sua conta do gmail para saberem que aplicações é que estão conectadas à sua conta de email e podem revogar esse acesso a qualquer altura.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here