Ghost Recon: Breakpoint é o novo título a ser lançado em outubro

A Ubisoft revelou nesta quinta-feira, o novo Tom Clancy’s Ghost Recon, cujo subtítulo refere-se como Breakpoint. O título, que é uma sequência direta de Wildlands. Desde sempre, a tecnologia figurou um importante papel no campo de batalha. Em Breakpoint, esse facto é demonstrado através da «Tecnologia Skell» – responsável por grande parte de todo o equipamento tecnológico usado pelos Ghosts e outras fações inimigas.

Cenário

Em Tom Clancy’s Ghost Recon Breakpoint tudo começa numa ilha chamada, Aurora, um espaço rodeado de vegetação (bastante particular) e repleto de tecnologia de elevada sofisticação. Este novo título da franquia Tom Clancy’s Ghost Recon apresentará o mesmo tamanho de Wildlands no lançamento, o que quer dizer que é grande.

Ambientação

O arquipélago, Aurora, uma vasta diversidade de biomas, sendo constituída por campos floridos, montanhas cheias de neve, praias, florestas, desertos, pântanos e até um vulcão – algo que não poderia faltar numa ilha.

Facções

Existem, pelo menos, duas fações anunciadas – os Ghosts e os Wolves, os lobos em português – que lutam pelo domínio da ilha tecnologicamente avançada do Pacífico. A fação «Wolves» constitui uma perigosa ameaça para a equipa Ghost pois são um grupo de forças especiais com o mesmo treino de um Ghost, mas que ao contrário destes se tornou traidor.

Contexto histórico-temático

O jogo segue os acontecimentos da Operação Oráculo, de Wildlands, em que o Ex-Ghost Cole Walker (interpretado pelo ator Jon Bernthal) assume o controlo da empresa de tecnologia Skell e passa a construir drones em massa para serem utilizados como recursos bélicos.

Em Ghost Recon Breakpoint, os Ghosts enfrentam um verdadeiro problema. Enquanto em Wildlands, a unidade especial altamente preparada tinha, de forma controlada, uma missão a seu cargo, em Breakpoint, existe uma real ameaça a esse controlo. Inicia-se um período de sobrevivência ao invés de caça – como acontecia em Wildlands.

Em Breakpoint, os Ghosts são enviados em missão para Aurora, um arquipélago no meio do pacífico, no entanto, ao contrário de outras missões, esta começa tudo menos bem. Aurora – ilha tecnologicamente avançada apresenta referências ao mundo real e configura um cenário de controlo massivo por armas com inteligência artificial.

Jace Skell, engenheiro e fundador da Skell Industries que tem como principal objetivo defender o bem-estar da população de Aurora com recurso a tecnologia, inteligência artificial e drones autónomos. No entanto, nas mãos erradas, toda a ambição deste filantropo caí por terra gerando o caos.

Com a perda de controlo por parte dos Ghosts, estes deixam de ser os caçadores, mas sim as presas da fação Wolves. Estes pretendem tomar o controlo da ilha e usar a tecnologia para o mal e a seu benefício único.

Equipamentos

Centrando-se na tecnologia, torna-se obrigatório falarmos do tão conhecido “drone” de Ghost Recon Wildlands, que de tão útil forma nos serviu. Neste novo título, este equipamento permanece o mesmo ou muito semelhante – até mesmo quando falamos de alguns pormenores estéticos da sua interface. Verificamos, também, a presença de elementos extremamente futuristas misturados com a realidade atual das operações especiais ao redor do mundo. Existirão mais veículos blindados terrestres e helicópteros para viagens aéreas durante as missões.

Mecânicas

Através dos elementos disponibilizados na transmissão em direto e nas imagens gameplay, assistimos a novos modos de combate corpo-a-corpo, novas movimentações e comportamentos dos personagens, assim como uma nova forma de reanimação. Será ainda possível ao próprio jogador realizar pequenos curativos a si próprio. A ser implementadas estarão novas ferramentas, modos de camuflagem – que funcionam em função do ambiente. Além disso, graves ferimentos sofridos terão impactos nas movimentações e comportamentos dos personagens, o que atribui mais realismo ao jogo.

O lançamento foi anunciado para 4 de outubro de 2019, pelo que estará disponível para as atuais plataformas – Xbox One, PS4 e PC – não existindo à data qualquer referência a preços. Por agora, resta-nos apenas aguardar por mais informações na E3 de 2019 que decorrerá no início do mês de junho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here