Ghost of Tsushima conta com quarenta biomas em todo o vasto mapa de mundo aberto

Red Magic 6S

O aguardado Ghost of Tsushima é um título de mundo aberto que desenvolve a sua ação no final do século XIII, com a temática samurai, numa altura em que o império mongol devastou nações inteiras na ambição da sua campanha para conquistar o Oriente e, em particular, a ilha de Tsushima que é o último ponto de defesa entre o território japonês e a enorme invasão mongol.

Segundo a equipa de desenvolvimento, o mundo a que os jogadores terão acesso dentro de muito em breve permite uma exploração do território de Tsushima, uma ilha japonesa localizada entre o território principal do país e a península Coreana. Joanna Wang, responsável pelo design da ambientes na Sucker Punch, revela que ao longo de todo este trabalho “[visitou] Tsushima em diversas ocasiões. Trata-se de um  lugar belíssimo, cheio de montanhas e florestas densas. O verde cobre quase tudo na ilha, desde o horizonte no topo das montanhas até ao oceano”, onde acrescenta que “a recriação da ilha não é exata, é mais uma carta de amor a todas as suas partes”.

O aguardado Ghost of Tsushima chegara em exclusivo para PlayStation 4 e PlayStation 4 Pro na próxima sexta-feira, dia 17 de julho. Pelo que a nossa análise irá ser publicada na próxima terça-feira, dia 14 de julho, assim que levantar o atual embargo existente, recomendando assim os nossos leitores que nos acompanhem nesse dia.

Face ao exposto pelo estúdio ficamos a saber que este tem utilizado diversos elementos da ilha, reconfigurados com aspirações tipicamente japonesas para construir o mundo de Ghost of Tsushima. Assim refere Joanna Wang que, “[…] durante a nossa viagem, gravámos os pássaros e os sons da natureza e digitalizámos a flora da ilha de Tsushima para usar no jogo. Foi uma maneira de trazer um pouco da verdadeira Tshusima até aos jogadores”.

Lembramos também que ainda no passado dia 3 de julho, a Sucker Punch Productions tinha apresentado alguns dos principais temas utilizados na banda sonora de Ghost of Tsushima. O sucesso da banda sonora utilizada no jogo ficou assegurado graças a dois reconhecidos compositores — um inglês e outro japonês — IIan Eshkeri e Shigeru Umebayashi.

Ainda durante o comunicado, a responsável artistica da Sucker Punch acrescentou que o mapa do jogo está ainda dividido em três grandes regiões, com mais de quarenta biomas diferentes e centenas de pontos de interesse. “Quando criamos um mundo aberto partimos sempre da premissa de que «se podemos vê-lo, podemos alcançá-lo»”, refere.

O mundo de Ghost of Tsushima é um mundo autêntico, cheio de surpresas e onde a natureza é a chave do jogo, que possui uma mecânica única chamada Vento Guia, que ajuda a guiar os jogadores até ao seu destino através do vento — bastante útil por sinal.

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here