Fundador do MegaUpload foi libertado após pagamento de fiança

O tribunal Neozelandês decidiu que já não há perigo de fuga por parte de Kim Schmitz, fundador do MegaUpload, e por isso pode aguardar pelo processo em liberdade.

É um revés nas pretensões das autoridades americanas, quando decidiram encerrar o Megaupload. O FBI emitiu um pedido de detenção do fundador do Megaupload, Kim Schmitz, e mais alguns funcionários por infracção dos direitos de autor e lavagem de dinheiro.

O juiz Nevin Dawson anulou duas decisões anteriores, que recusavam a libertação de Kim Schmitz, por possibilidade de fuga. O juiz indica que não há perigo de fuga, já que todos os bens e contas bancárias foram apreendidas.

Kim Schmitz ficou contente, pois pode, assim, estar em sua casa, com a família e a sua mulher, que está grávida, este último factor o que sempre foi usado por Kim como a sua principal razão para à espera do julgamento em liberdade.

No entanto, há limitações. Kim Schmitz está proibido de aceder à internet e de reservar viagens de helicóptero, tal como de abandonar a sua residência, em Auckland, excepto em caso de emergência.

Só no dia 20 de Agosto é que o tribunal neozelandês irá ser examinado o pedido de extradição para os Estados Unidos, que irá pedir uma pena de 20 anos de prisão.

Fonte: Time

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here