Funcionária de topo da Huawei detida no Canadá

6 de Dezembro de 2018
5 Partilhas 153 Visualizações

As autoridades canadianas surpreenderam ao prender Meng Wanzhou, a CFO da Huawei. Meng Wanzhou é a figura principal do departamento financeiro da multinacional chinesa. De acordo com o The Globe, esta prisão surge devido a suspeitas de que a Huawei terá violado as sanções americanas ao Irão. Assim sendo, é provável que Meng Wanzhou esteja a enfrentar extradição para os Estados Unidos da América.

A captura do empresário chinês foi feita na cidade de Vancouver no Sábado.

Uma acção com potenciais consequências geopolíticas

Esta acção por parte das autoridades canadianas é de grande relevância, na medida em que não só Meng Wanzhou é uma figura importante na empresa por si mesma, mas é também filha do fundador e CEO da empresa, Ren Zhengei.

Ren Zhengei era engenheiro do Exército de Libertação chinês e as conexões do empresário ao partido comunista chinês tem levantado suspeitas nas agências de inteligência americanas.

A Huawei já reagiu oficialmente a esta prisão

“A empresa (Huawei) recebeu até agora muito pouca informação em relação às acusações e não conhece nenhuma acção errada da Sr. Meng”, disse um porta-voz da Huawei à Engadget. “A empresa acredita que os sistemas de justiça Canadiano e Americano irão, em última análise, chegar a uma conclusão justa.”

Palavras contidas da Huawei numa situação bastante delicada. O governo chinês ainda não reagiu a esta detenção.

A detenção ocorreu no sábado, mas foi tornada pública apenas na terça-feira

Passaram três dias até que a prisão de Meng fosse tornada pública. A detenção foi efectuada no Sábado, mas as autoridades canadianas apenas reportaram o facto à empresa na terça-feira.

A investigação foi aberta em Abril

Uma investigação concreta sobre possíveis violações da Huawei a sanções feitas contra o Irão foi aberta em Abril deste ano. Até agora, poucas informações existiam sobre esta investigação, que aparentemente estará a chegar a conclusões sólidas o suficiente para justificar esta detenção.

Fonte: Engadget

Artigos interessantes

JP Morgan lança uma criptomoedasa própria
Criptomoedas
28 Visualizações
Criptomoedas
28 Visualizações

JP Morgan lança uma criptomoedasa própria

Sandra Pacheco - 18 de Fevereiro de 2019

A criptomoeda JPM, usada somente para negócios, parece não ser apreciado pela Ripple. JP Morgan, um grande Banco de investimentos dos Estado…

8 Apps da loja Microsoft mineravam criptomoedas.
Aplicações
40 Visualizações
Aplicações
40 Visualizações

8 Apps da loja Microsoft mineravam criptomoedas.

Sandra Pacheco - 18 de Fevereiro de 2019

Uma empresa de segurança informática descobriu que aplicações existentes na loja Microsoft, secretamente mineravam criptomoedas sem qualquer permissão do utilizador. A empresa…

Robô explorador para minas submersas desenhado em Portugal
Tecnologia
50 Visualizações
Tecnologia
50 Visualizações

Robô explorador para minas submersas desenhado em Portugal

Sandra Pacheco - 18 de Fevereiro de 2019

Um robô para ajudar a explorar minas submersas, foi concebido por uma equipa de cientistas de vários países, incluindo Portugal.…

Comente

O seu email não será publico