Fox irá transmitir conteúdos de entretenimento, desporto e notícias, através dos serviços Amazon AWS Media Services

Red Magic 3S

A Fox Corp está se a posicionar em direção à ´cloud´ da Amazon.com Inc. para encaminhar o vídeo para o cabo da emissora e os clientes de streaming, sendo a mais recente parceria Digital Age entre o gigante recém-chegado de alta tecnologia e grandes empresas de media. Com efeito, a Fox Corporation e Amazon Web Services (AWS) assinaram um acordo por um ano, de forma a utilizarem os serviços AWS, infraestrutura e serviços profissionais, de forma a permitirem o lançamento de uma nova plataforma baseada na ´cloud´ com produção de media e respetiva distribuição.

No âmbito do acordo plurianual, anunciado na conferência Amazon Web Services’re:Invent em Las Vegas a 03 de Dezembro, os serviços AWS Media transmitirão conteúdos de desporto, notícias e entretenimento da Fox para clientes de televisão e serviços de streaming. As ferramentas da Amazon também ajudarão a alimentar as instalações de produção da Fox em Los Angeles, Nova York, Tempe, Arizona e Charlotte, Carolina do Norte.

A Fox irá socorrer-se da Amazon para substituir uma infra-estrutura de vídeo construída principalmente na década de 1990, antes do surgimento de on-line streaming ou computação em nuvem. Paul Cheesbrough, diretor de tecnologia da Fox, disse por e-mail. “A um nível técnico, teremos uma infra-estrutura mais ágil que pode crescer e adaptar-se ao nosso negócio”, permitindo recursos como o lançamento mais rápido de novos canais ou produtos.

A Amazon é a maior distribuidora de serviços de infraestrutura de ´cloud´, como armazenamento de dados alugados e serviços de rede. A escala crescente da unidade nos círculos de tecnologia corporativa tem sido uma fonte de tensão para os potenciais clientes de retalho que competem com outros segmentos da Amazon. A Fox não sendo imune a isso, entra em concorrência com a Amazon em conteúdo de formatos de TV originais e o direito de transmitir desporto ao vivo.

A Fox, e em complemento, usará a primeira Zona Local da AWS dentro de suas operações, um novo tipo de implantação de infraestrutura da AWS que coloca a computação, armazenamento, banco de dados e outros serviços selecionados mais próximos dos clientes para aplicativos em locais específicos aonde os clientes esperam uma latência em milissegundos, de um dígito. “A nossa parceria alargada, com a AWS suportará estrategicamente os nossos fluxos de trabalho de vídeo e dados a um nível e classe mundial, num conjunto de plataformas adaptáveis, confiáveis e escaláveis que se estenderão e evoluirão para alimentar bem os nossos negócios no futuro”, disse Paul Cheesbrough, Diretor de Tecnologia e Presidente da Digital, Fox Corporation. “Em todas as nossas instalações, estamos a permitir que a nossa organização crie uma plataforma que responda em tempo real a dados, que nos permite entregar a melhor programação.”

“Eu acho que até um certo nível, esta é a nova realidade, mas tivemos um conjunto de parcerias de longa data com a Amazon em muitas frentes”, disse Cheesbrough. “É algo que nós monitoramos e revemos continuamente, embora, e como um comprador de
serviços de nuvem, é um espaço onde existe muita concorrência e opções se precisarmos deles.” A Fox está a aproveitar o movimento da Amazon nos últimos anos para construir infra-estrutura descentralizada mais perto de grande clientes, um esforço para atrair empresas que precisam de tempo de resposta mais rápido dos serviços da AWS. A maioria dos softwares de computação em nuvem é transmitida para clientes de servidores de escalas massivas e às vezes distantes. A AWS no último ano anunciou um produto rack servidor chamado Outpost que é projetado para trazer alguns serviços AWS dentro de um data center do próprio cliente. O Outpost foi colocado à venda na terça-feira.

A Fox vai colocar o Outpost em algumas de suas instalações de produção. A emissora também usará a primeira Zona Local da AWS, um novo tipo de infraestrutura da AWS que coloca os principais serviços mais próximos dos clientes. Essas opções locais foram feitas baseadas na AWS para o trabalho de vídeo da Fox menos arriscado, referiu Cheesbrough. Os termos financeiros do acordo não foram divulgados.

Fonte: SportsVideoGroup News

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here