Fortnite é removido das App Store e Google Play Store

As empresas Apple, Google e Epic Games estão a travar um braço de ferro devido ao famoso battle royale Fortnite, totalmente desenvolvido e publicado pela própria Epic Games, que já levou à remoção do título das lojas App Store e Google Play Store.

A razão que levou a esta medida por parte da Apple e da Google foi o facto de a Epic Games ter criado uma promoção dentro do jogo, promoção essa que resultou na redução em 30% do custo da moeda do jogo, os V-Bucks, que tinha de ser aplicada diretamente nas lojas da Apple e da Google para ser beneficiada por parte dos consumidores.

A Apple e a Google já vieram a público afirmarem que consideram a medida uma total violação das suas diretrizes, já que para vender conteúdos na App Store, a Epic Games é obrigada a pagar uma taxa de 30% à Apple e, em relação à Google, esta exige o mesmo por parte da Epic Games, algo que até agora ainda não tinha acontecido, levando à remoção do título das suas lojas.

Com a remoção do Fortnite da App Store, quem tem o jogo instalado num equipamento iOS ainda o pode jogar, sendo que quaisquer novos utilizadores ficam impossibilitados de o fazer, mas quando a próxima versão for lançada já não a poderão atualizar através da App Store. No caso dos dispositivos Android, o jogo pode ser instalado e atualizado diretamente a partir do site da Epic Games.

Apesar da remoção do jogo por parte da Apple da sua loja, a Epic Games pretende continuar a ter o título na App Store, tendo por isso movido um processo contra a Apple com esse objetivo e, nas suas palavras diz: “A Epic Games desafiou o monopólio da App Store, em retaliação à Apple está a bloquear o Fortnite num bilião de dispositivos. Junte-se à luta para impedir que 2020 se torne 1984”.

A frase anterior é uma referência ao livro de George Orwell em que a sociedade é controlada por uma só entidade, e é também o ano em que a Apple lança o computador Macintosh para desafiar o monopólio da IBM.

A reação da Apple em relação à ação da Epic Games foi dizer que pretende resolver o caso com a mesma para que o Fornite possa voltar à App Store, mas a Apple frisa que não irá fazer qualquer “acordo especial” com a produtora do jogo: “Hoje, a Epic Games deu o infeliz passo de violar as diretrizes da Apple, que são aplicadas de forma igual a todos os programadores de conteúdos para dar regras seguras aos utilizadores”.

Numa entrevista ao site The Verge, a Apple explicou ainda que o Fortnite foi removido porque “a Epic Games disponibilizou uma aplicação que não foi revista ou aprovada pela Apple e fê-lo na intenção expressa de violar as diretrizes da App Store em matéria de pagamentos aplicáveis a cada programador que venda aqui bens e serviços digitais”.

A Google também já veio a público dizer que já está em negociações com a Epic Games para que o Fortnite possa voltar à Google Play Store mas, isso só deverá acontecer caso a Epic Games aceite pagar uma taxa de 30% à Google para esta vender o título na sua loja.

Em relação ao retorno do Fortnite ás App Store e Google Play Store ainda não se sabe quando é que isso irá acontecer mas, ao que parece, as três empresas estão a trabalhar em conjunto para que isso possa acontecer num futuro próximo.

Fonte The Verge

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here