Ford quer ajudar a combater a falta de chips

Para impulsionar a fabricação de chips semicondutores nos automóveis e ser capaz de acabar com a escassez global que atinge a indústria automóvel, a Ford anunciou uma nova parceria com a GlobalFoundries. Com esta colaboração, a Ford espera conseguir aumentar a sua produção de carros, bem como assegurar as suas linhas de produção. A marca refere que esta é uma parceria importante já que tem como objetivo aumentar a produção da indústria automóvel em todos os Estados Unidos e de várias marcas, não se restringuindo apenas a carros Ford.

Devido à crise dos chips e consequentemente à diminuição drástica da produção, a Gord registou uma quebra de cerca de 27% de vendas neste último trimestre, quando comparado com o ano homólogo.

“É crítico que criemos novas formas de trabalhar com fornecedores para dar à Ford – e aos EUA – uma maior independência na entrega de tecnologias e funcionalidades a que os nossos clientes irão dar mais valor no futuro”, afirmou Jim Farley, CEO da Ford, num comunicado citado pela ZDNet. “Este acordo é apenas o início e uma parte fundamental do nosso plano para integrar verticalmente tecnologias e capacidades que irão diferenciar a Ford no futuro”.

Num comunicado feito pela marca pode ler-se que esta parceria poderá vir a contribuir para o aumento da “manufatura de semicondutores e o desenvolvimento de tecnologia dentro dos EUA, com vista ao aumento de fornecimento para a Ford e para a indústria automóvel americana”.

A pandemia provocada pelo coronavírus e a consequente encerramento das linhas de produção, especialmente em países do continente asiático têm levado à escassez de chips em todo o mundo. A indústria automóvel é das que mais tem sido prejudicada com esta situação, contudo não é a única. Marcas de smartphones e/ ou computadores também têm registado um menor volume de vendas devido a esta situação.

Fonte: NY Times

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui