Fleets desaparecem do Twitter após insucesso

O Snapchat introduziu o formato de histórias em 2013. O Instagram copiou este recurso em 2016, e as publicações efémeras rapidamente se espalharam pelas redes sociais, incluindo Facebook e LinkedIn.

O Twitter apenas anunciou em março de 2020 o Fleet, um “stories” do Twitter mas em redes sociais, o segredo é testar. E após análise da performance da sua funcionalidade Fleets, o Twitter decidiu acabar com a mesma já a partir do próximo dia 3 de Agosto, depois de a ter adotado depois da maioria dos seus principais clientes.

O Twitter anunciou na passada quarta-feira que acabar com a funcionalidade Fleets, onde os utilizadores podem partilhar textos, fotos e vídeos que desaparecem em 24 horas, à semelhança dos stories no Instagram, devido à fraca recetividade dos seus utilizadores. O Fleet acabou por não conseguir cumprir o seu principal objetivo: atrair novos utilizadores para a plataforma.

blank

No seu blogIlya Brown , chefe de produto do Twitter, referiu que o Fleets foi criado para ser “uma forma efémera de pessoas partilharem os seus pensamentos mais fugazes”, contudo, não se verificou o uso esperado de utilizadores o Fleets.

Com o Fleets terminam, também, os anúncios de ecrã inteiro, mas a plataforma referiu que já se encontra a trabalhar numa alternativa.

O Twitter encontra-se a trabalhar em diversas funcionalidade e é possível que, dentro de pouco tempo tenhamos novidades. Por agora Kayvon Beykpour, líder da equipa de produtos do Twitter, refere que todas as plataformas precisam de ser otimizadas e que a decisão de eliminar o Fleets acaba por ser uma forma de oferecer aos seus utilizadores, apenas, funcionalidades com que se identifiquem.

O Twitter torna-se a primeira rede social a desativar uma funcionalidade de partilha de histórias.

Fonte: The New York Times

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here