FBI infiltrou-se na Deep web para apanhar pedófilos

20131002214057_660_420

O FBI infiltrou-se na “Deep web”, ou também conhecida por “Dark Web”, com o objetivo de descobrir e localizar possíveis pedófilos espalhados pelo mundo inteiro.

Para quem não sabe o que é a “Deep web”, aqui fica a definição da Wikipédia: “Deep web se refere ao conteúdo da World Wide Web que não é indexado pelos mecanismos de busca padrão, ou seja, não faz parte da Surface Web”. Ou seja, por outras palavras, a Deep web é meio que o que há de ilegal na internet, é o conteúdo que não deve ser visto pela maior parte da população. São sites ilegais, como por exemplo, sites de pedofilia, sites de tráfico de pessoas e órgão, etc. Tudo conteúdo que não está acessível através do Google, Bing ou qualquer outro motor de busca.

Para aceder a esse site de sites/conteúdos é preciso usar meios menos ortodoxos e a maior parte das pessoas não sabe como fazê-lo. Por isso, as pessoas que acedem a estes sites, normalmente é sempre com más intenções. Daí a policia ter-se infiltrado neste tipo de redes virtuais para conseguir localizar e descobrir pessoas que cometem atos ilícitos online.

hacker-banned-from-internet-623x410

Desta vez o alvo foi uma rede de pedofilia que estava escondida através de um IP conhecido pelo nome de “Playpen”, que angariou 215 mil contas e 11 mil visitantes semanais desde que foi aberto em 2014.

O FBI o que fez foi basicamente controlar os servidores dessa rede e cada vez que alguém o acedia ou tentava registar-se nele, o FBI tinha acesso a toda a informação. Foi a primeira grande iniciativa por parte do FBI neste tipo de casos, apesar de eles já atuarem desde 2002 neste tipo de redes. O resultado de toda esta operação deve resultar em cerca de 1500 casos que devem seguir para julgamento em tribunal.

Fonte: Motherboard

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here