Facebook prepara aplicação para agregação e leitura de notícias

htc myst facebook phoneO Facebook está a trabalhar num serviço para dispositivos móveis que permite agregar e ler publicações de utilizadores e editores, algo semelhante ao Flipboard, revista para iPad, iPhone e Android que permite aos utilizadores folhear artigos. A expectativa é que a aplicação do Facebook venha a preencher a lacuna deixada pelo fim do Google Reader (que acaba dia 1 de julho).

O projeto, de nome interno Reader, está a ser trabalhado, de forma ponderada, há mais de um ano, avança o Wall Street Journal.  O Reader pretende exibir sobretudo notícias em tablets e smartphones, e a equipa que trabalha no projeto tem explorado diversas formas de destacar o conteúdo das notícias, inclusivamente mostrando as mensagens públicas que são tendência na rede.

A ideia, segundo declarações anónimas ao WSJ, é criar uma experiência que incentiva os utilizadores a passar mais tempo no Facebook. Uma experiência mais imersiva poderia abrir a porta a novos modelos de anúncios no Facebook e gerar mais receita para Zuckerberg, que hoje em dia obtém um terço das receitas nos telemóveis através da publicidade.

Esta seria portanto mais uma estratégia da empresa para impulsionar o valor das ações, que se mantém 35 por cento abaixo do valor inicial de oferta pública. No entanto, e apesar da popularidade deste tipo de serviços (note-se o caso do Flipboard com 50 milhões de utilizadores ou do Linkedin que adquiriu recentemente o Pulse) o caminho pode ser complicado.

A concorrência é sem dúvida um fator a considerar mas existem outros. “Há um monte de coisas que as pessoas não fazem no Facebook há vários anos que fazem agora. Mas acredito que vai ser muito difícil treinar os consumidores a olhar para o Facebook como uma plataforma de acesso às notícias””, alerta o analista da Forrester Nate Elliot, citado pelo WSJ.

Os rumores de um agregador de notícias não são de agora, e tinha até permanecido na expectativa que fosse essa a surpresa que a rede social preparara para o evento de 20 de junho, mas que afinal acabou por ser a partilha de vídeos ao Instagram.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui