Facebook está a desenvolver uma Criptomoeda para transferências via WhatsApp

passatempo

O Facebook está a desenvolver uma Criptomoeda para os utilizadores do serviço de mensagens WhatsApp, segundo a mais recente reportagem da Bloomberg . O token será supostamente usado para transferências de dinheiro feitas dentro do app e terá como objetivo a transferência de dinheiro no mercado indiano.

Citando fontes familiarizadas com o assunto, Bloomberg afirma que o Facebook está desenvolvendo um stablecoin. As fontes declaram ainda que a moeda não será liberada em breve, já que o Facebook ainda está a trabalhar numa estratégia de como funcionará a moeda e como a poderá integrara com outras plataformas, como a VivaAposta, que tem ganhado espaço e conquistado diversos adeptos.

O mercado indiano de transferência é significativo. De acordo com dados do Banco Mundial, o país recebeu quase 69 mil milhões de dólares em remessas estrangeiras em 2017, ou 2,8% do PIB do país.

O WhatsApp conta com grande popularidade na Índia, com mais 200 milhões de utilizadores no país. Ajudando esta tendência também está a diminuição do custo dos dados e de internet cobrado aos consumidores.

Se esta informação vier a concretizar-se, A posição do Facebook sobre as criptomoedas foi alterado significativamente no último ano. Em janeiro de 2018, a rede social introduziu uma proibição de anúncio sobre criptmoedas, com o objetivo de evitar “anúncios que promovem produtos financeiros e serviços que estão frequentemente associados a práticas de promoção enganosas ou falsa.”

Em maio, David Marcus, o responsável pelo Messenger, anunciou a formação de uma equipe para explorar a utilização da Blackchain no Facebook. Nessa altura, o Marcus também foi membro da Direção da Coinbase, uma das principais serviços de criptomoedas.

Segundo as informações divulgadas, a moeda virtual irá ter por base uma moeda real, para que, desta forma, impeça a volatilidade que é muito conhecida nas criptomoedas e que, por exemplo, fez com que num mês a Bitcoin desvalorizasse mais de 50% do seu valor,  o que, desta forma, irá dar mais garantias aos utilizadores desta moeda virutal criada pelo Facebook.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here