Facebook acusado de alimentar teoria da conspiração

blank

O Facebook tem tomado várias medidas no sentido de erradicar as notícias falsas que rapidamente se espalham entre os cibernautas, alimentando mentiras e falsas informações. Embora tenha sido elogiado pelas suas medidas nos últimos tempos, a famosa rede social volta a estar sob fogo na sequência do tiroteio numa escola dos Estados Unidos.

A empresa está a ser acusada de promover um vídeo no qual se alimenta uma verdadeira teoria da conspiração: que um dos sobreviventes do atentado na escola da Florida seria na verdade um actor.

O rapaz em causa é David Hogg, um estudante que sobreviveu ao ataque que matou 17 jovens na escola de Parkland. O vídeo terá sido filmado enquanto o rapaz daria uma entrevista, falando sob a necessidade de controlar acesso às armas.

É mais um exemplo da facilidade com que os bots e sites de teorias da conspiração dominam o mundo da informação. Ao fazer uma pesquisa pelo nome do sobrevivente, a Google mostra ainda vários links que ligam o rapaz à falsa teoria, promovendo falsas informações.

Fonte: Bloomberg

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here