FaceApp acusada de racismo

A FaceApp, uma aplicação criada com o intuito de melhorar a aparência das pessoas nas selfies foi acusada de racismo. A aplicação em causa utiliza tecnologia de reconhecimento facial e faz pequenas alterações como introduzir um sorriso, alterar o género, fazer a pessoa parecer mais nova ou trocar o rosto com alguém.

O escândalo começou quando os utilizadores descobriram que o seu modo “hot” aclarava o tom de pele e aumentava os olhos das pessoas. Para além disso, que tirasse uma selfie de óculos, veria a sua versão “hot” sem os mesmos.

A empresa Russa por trás da criação da aplicação já pediu desculpas e alterou o nome do filtro em causa para “spark”. Esta é uma solução temporária mas a rede neural por trás do processo será treinada de formas alternativas para remover o bias a que está sujeita, resolvendo futuramente o problema.

Fonte: The Telegraph

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here