Fabricante de automóveis implicado em grande escândalo de publicidade encapotada em França

Publicidade

A edição de hoje do jornal francês Le Monde levanta um pouco o véu sobre o relatório anual da Direção Geral de Combate à Fraude francesa (DGCCRF), onde sobressai um escândalo que envolve um fabricante de automóveis, uma agência de publicidade e uma dezena de jovens e influentes ‘Youtubers’ franceses.

Este triângulo visava a publicação de publicidade dissimulada (ou encapotada) a um fabricante de automóveis nas páginas/canais do YouTube destes jovens. Os autores destas páginas, atrativas por receberem milhões de visitas diárias, teriam em troca milhares de euros de ‘retribuição’ por cada publicação efetuada nestes espaços.

A investigação da DGCCRF debruçou-se sobre uma grande quantidade de novos ídolos da juventude. Os ‘Youtubers’, pesos pesados na captação de atenção na Internet, são alvos preferenciais das agências de publicidade. O fabrico de publicidade nestes espaços, supostamente isentos do apoio das marcas torna-se demais evidente. Na investigação a que o Le Monde teve acesso aos montantes de ‘luvas’ que variam entre os 20.000 e os 100.000 euros, sendo estes ‘entregues’ por uma agência de meios de publicidade.

A justiça pode ser pesada para os jovens Youtubeurs, estando, e ainda segundo o Le Monde, a trabalhar num acordo amigável com a máxima discrição. Na mira das autoridades, e quem pode ser visado de uma pena muito superior, está a agência de meios de publicidade já que poderá estar implicada em esquemas de fraude fiscal já que o fabricante de automóveis apostou milhões de euros numa campanha publicitária para difundir certo produto.

Até ao momento ainda ninguém conseguiu afiançar nomes: da agência de meios, do fabricante de automóveis, nem sequer dos jovens ‘Youtubers’.

Fonte: Le Monde

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here