Fábrica da Tesla em Xangai obriga funcionários a dormir no trabalho

Os funcionários da fábrica da Tesla em Xangai estão a ser obrigados a viver no trabalho após uma paralisação de três semanas devido a um recente surto de casos de Covid-19 na China. Ao que tudo indica, a empresa distribui sacos de cama e colchões aos seus funcionários, com o intuito de os obrigar a dormir no chão enquanto trabalho num sistema chamado de ‘circuito fechado’, segundo avança Bloomberg .

A Tesla é uma das vários fabricantes em Xangai que se estão preparar para retomar as operações depois do bloqueio imposto pelo governo a 28 de marços, nesta populosa cidade devido à COVID 19. As empresas multinacionais têm pressionando o governo para aliviar as restrições para que possam voltar à produção , mesmo que isso signifique que  os seus trabalhadores não podem deixar as instalações.

A fabricante de carros elétricos enviou um comunicado aos seus funcionários detalhando algumas das condições sob as quais eles serão forçados a viver. A Tesla entregará um saco de dormir e um colchão para cada funcionário, haverá áreas designadas no chão para as pessoas dormirem, além de áreas para banho, alimentação e entretenimento. Os funcionários receberão três refeições por dia e uma mesada de 400 yuans (ou o equivalente a US$ 63).

A Tesla também seguirá os regulamentos para evitar a propagação do Covid-19, exigindo que os funcionários façam um teste uma vez por dia, verifiquem a temperatura duas vezes por dia e lavem as mãos quatro vezes por dia.

As empresas que desejam retomar as operações em Xangai tiveram de enviar planos detalhados sobre como impedir a propagação do Covid-19 nos seus locais de trabalho às autoridades de saúde locais antes de receberem a autorização.

A fábrica da Tesla em Xangai produz pouco menos de 2.000 carros por dia , o que significa que perdeu cerca de 40.000 unidades desde o início deste mais recente “fecho”, mas a empresa espera compensar o tempo perdido sob as suas novas medidas distópicas, forçando os funcionários a trabalhar 12 horas por dia, seis dias por semana, segundo avança a Bloomberg.

Fonte: Business Insider

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui