Ex-Presidente dos EUA Donald Trump lança plataforma após ser banido do Facebook e Twitter

O Ex-Presidente dos EUA, Donald Trump, lançou uma plataforma de comunicação na terça-feira, que servirá como “um lugar para falar livremente e com segurança” e, eventualmente, dará a ele a capacidade de se comunicar diretamente com seus seguidores, após meses sendo banido de sites como Twitter e Facebook.

O espaço permite que Trump poste comentários, imagens e vídeos. “Em um momento de silêncio e mentiras”, diz um vídeo que Trump publicou na plataforma na noite de terça-feira. O vídeo mostra reportagens descrevendo a sua suspensão do Twitter.

“Surge um farol de liberdade. Um lugar para falar com liberdade e segurança”, continua o vídeo, mostrando a nova plataforma. “Direto da mesa de Donald J. Trump.” A tecnologia parece ser alimentada pelo Campaign Nucleus – o “ecossistema digital feito para gerenciar campanhas e organizações políticas de maneira eficiente”, criado por um ex-gestor de campanha, Brad Parscale.

A nova plataforma está integrada no site oficial do Ex-Presidente dos EUA, www.DonaldJTrump.com/desk.

O espaço permite que Trump publique e permite que os seus seguidores partilhem os seus posts no Twitter e no Facebook, no entanto, a nova plataforma não tem permite que os utilizadores “comentem ou se envolvam com nas publicações.

“Esta é apenas uma comunicação unilateral”, disse uma fonte familiarizada com o espaço à Fox News. “Este sistema permite que Trump se comunique com seus seguidores.” O site tem uma lista de inscrição para as pessoas inserirem os seus números de telefone e endereços de e-mail, a fim de receber alertas quando Trump publicar uma nova mensagem.

Donald Trump sempre foi muito polémico durante a sua presidência, desde várias citações contrárias à pandemia, o que lhe levou diversos avisos nas diversas plataformas sociais, como o Facebook e o Twitter, sendo que a invação ao Capitólio foi a gota de agua, acabando por ser permanentemente bloqueada no Facebook, Twitter, Instagram, YouTube e Snapchat. Na altura, o presidente afirmou que iria criar a sua própria plataforma para que não houvesse qualquer bloqueio à liberdade de expressão.

“O site do presidente Trump é um ótimo para encontrar as suas últimas declarações e destaques, mas esta não é uma nova plataforma de mídia social”, disse o consultor Jason Miller à BBC. “Teremos informações adicionais sobre esse assunto num futuro muito próximo.”

O lançamento da plataforma também ocorreu um dia antes do Conselho de Supervisão do Facebook anunciar a sua decisão sobre suspender indefinidamente Trump do Facebook e Instagram, enquanto o Twitter já afirmou que a suspensão é definitiva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui