Evento da Apple: Novos MacBooks e tudo o que foi apresentado

A Apple já nos tem vindo a habituar um final do ano rico em novidades, sendo normal já que aproxima-se a melhor época de vendas para qualquer empresa que venda produtos, que é o Natal. Por isso, se em setembro tivémos os novos iPhones 13 e iPads, agora foi a vez dos novos computadores MacBook e ainda uns novos AirPods.

Obviamente, que todos estes produtos estarão à venda nas próximas semanas, para que esteja a tempo que os poder comprar para oferecer na época natalícia a alguém… ou a si. Assim, segue-se tudo o que foi apresentado no evento da Apple que se realizou ontem ao final do dia.

MacBook Pro

Sem surpresa, os MacBook Pros foram a estrela do evento, e há muitas novidades sobre os dois novos modelos de 14 e 16 polegadas. Como esperado, ambos os laptops representam um retorno à linha MacBook Pro. A Apple substituiu a Touch Bar por um conjunto padrão de teclas de função, bem como adicionou MagSafe, um slot para cartão SD e uma porta HDMI.

blank

A novidade em ambos os computadores são os ecrãs ProMotion de 120 Hz. O modelo de 14 polegadas conta com um ecrã com resolução de  3.024 x 1.964p, enquanto a variante de 16 polegadas terá um painel de 3.456 x 2.234p. Cada um também possui um notch no ecrã para acoplar a câmara, algo que não será do agrado de todos, mas também não foi o do iPhone e acabou por ser amplamente utilizado por todas as fabricantes.

Além disso, pode configurar ambos os modelos com os novos e mais poderosos chips M1 Pro e Max da Apple. Todos esses novos recursos têm um custo, com o modelo básico de 14 polegadas com preços a partir de 2.349€ ou R$26.999, enquanto o modelo de 16 polegadas fica por 2.849€ ou R$32.999, sendo que já estão disponíveis para pré-encomenda para Portugal, enquanto para o Brasil ainda não há data disponível. Quanto à nova versão do MacOS Monterey, estará disponível no dia 25 de outubro.

blank

Apple M1 Pro e M1 Max

No coração dos MacBook Pros de 14 e 16 polegadas estão os novos chips M1 Pro e M1 Max da Apple. Ambos apresentam processadores de 10 núcleos de 5 nm compostos por oito núcleos de alto desempenho e duas unidades de alta eficiência. Eles diferem uns dos outros em termos de desempenho potencial de vídeo e memória.

blank

O M1 Pro vem com até 16 núcleos de GPU e pode suportar até 32 GB de RAM com 200 GB/s de largura de banda. O M1 Max, por sua vez, chega a 32 núcleos gráficos e duplica a RAM e a largura de banda da memória. Na prática, a Apple afirma que os chips são 70 por cento mais rápidos do que o anterior M1 e oferecem desempenho até 1,7 vezes mais rápido do que as CPUs concorrentes da Intel e AMD.

Também são lançadas novas versões do Final Cut e Logic, que irão tirar proveito destas melhorias dos processadores.

AirPods 3ª geração

Já contávamos que seria anunciado uma nova geração dos AirPods, sendo que esperávamos que tivessem sido anunciados em conjunto com o iPhone 13. No entanto, ainda veio bem a tempo.

blank

Além de um design semelhante ao do AirPods Pro, não se esperava que eles recebessem muitos recursos novos, por isso foi uma boa surpresa. Embora não encontre ANC nos novos AirPods, eles incluem suporte para áudio espacial com rastreamento dinâmico e equalização adaptativa. O último permite que os AirPods ajustem as frequências baixas e médias do áudio em tempo real. Outras especificações notáveis ​​incluem resistência ao suor e à água IPX4 e até 30 horas de vida útil da bateria com a ajuda do estojo de carregamento.

Os AirPods 3 também já se encontram disponível para pré-venda, sendo que a partir do dia 26 de ouubro já os recebe. O preço é de 199€ ou R$2.399, sendo que no Brasil ainda não há data de lançamento. Também é bom referir que os AirPods 2 tiveram um bom desconto, tendo um preço atual de 49€ ou R$1.649.

Apple Music com plano de voz

blank

Junto com os AirPods de terceira geração, a empresa anunciou um plano com desconto para o Apple Music a um preço bem interessante de 5$ por mês (possivelmente será 5€ por mês, mas ainda não é oficial), mas com uma limitação.

Com este plano, só há uma forma de controlar o Apple Music, que é através do Siri. Certamente que a ideia é que este serviço de música seja utilizado com os AirPods ou o HomePod, sendo que a Apple também apresentou três novas cores par ao HomePod mini, em amarelo, laranja e azul.

Este novo serviço estará disponível em 17 países, por enquanto: Austrália, Áustria, Canada, China, França, Alemanha, Hong Kong, Índia, Irlanda, Itália, Japão, México, Nova Zelândia, Espanha, Taiwan, Reino unido e Estados Unidos.

blank

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here