Euro’12: Portugal já calçou as meias

Cristiano Ronaldo
O capitão português finalmente colocou o chapéu de Poborsky e levou Portugal às meias-finais

Portugal calçou ontem as meias a caminho da final, falta ainda saber se a marca é espanhola ou italiana, mas o certo é que a tranquilidade de Paulo Bento está a dar frutos nesta que é já a melhor seleção nacional do século. O resultado pecou pela escassez de golos.

Varsóvia foi o palco do sonho de mais de dez milhões de pessoas. O palco parecia estar enguiçado e os atores não sabiam os textos de cor. Em sequências de tentativa erro, numa primeira a bola bateu no poste, numa segunda a bola bateu no poste, numa terceira a bola bateu… nas redes da baliza de Peter Cech. Estava a cena no ar com Cristiano Ronaldo no papel principal… mais uma vez.

O jogo poderia ter sido equilibrado se a República Checa tivesse feito algum remate perigoso à baliza de Rui Patrício. Já que Portugal não atinava com a baliza e o resultado se mantinha zero a zero o jogo estava equilibrado mas não justo, a seleção das quinas precisava de (e merecia) um golo. Ronaldo teve cabeça para decorar o seu papel e calçou as meias a todos os seus colegas de equipa. Aos 80 minutos calaram-se os mais de muitos adeptos checos e polacos que torciam por tudo e mais alguns coisa menos Portugal.

Os checos nunca mostraram vontade de sair além da linha de trinta metros de defesa e aqui o velho ditado futebolístico impõe-se: quem não marca, sofre. Hugo Almeida, Nani e João Moutinho mostraram-se empenhados em marcar, mas do outro lado estava Peter Cech, o homem do capacete que impõe respeito a qualquer bola.

Hélder Postiga saiu lesionado ainda na primeira parte dando lugar a Hugo Almeida que se estreou neste Campeonato Europeu. O jogador Besiktas estava com fome de golo mas sem pontaria para tal, quando acertou na baliza e todos gritamos golo o senhor árbitro inglês marcou fora-de-jogo e voltou-se ao zeros.

Durante anos falou-se do chapéu de Poborsky até que finalmente Cristiano Ronaldo o colocou na cabeça e pões fim a uma história triste que não vale a pena contar. Portugal está nas meias finais do Euro 2012 e dia 27 terá pela frente ou a Espanha ou a França, duas das candidatas à conquista do título, tal como Poortugal agora o é… comecemos com o equilíbrio.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here