EUA: 6 estónios e um russo acusados por fraude publicitária

Sete pessoas foram acusadas, nos EUA, de fraude em anúncios online no valor de 14 milhões de dólares, que consistia em redireccionar utilizadores para publicidade.

Segundo a Associated Press, estas 7 pessoas infectaram 4 milhões de computadores de 100 países, onde os utilizadores dos computadores infectados eram reencaminhados para sites de publicidade, quando tentavam aceder a sites como a Netflix, iTunes ou Amazon.

O malware obrigava os utilizadores a acederem sites de publicidade e quando os utilizadores clicavam nas publicidades, os suspeitos ganham dinheiro em publicidade, que terá chegado a 14 milhões de dólares, desde 2007 até Outubro passado, quando foram descobertos pelas autoridades americanas.

Dos cerca de 500 mil computadores americanos infectados, estão utilizadores comuns, instituições educacionais, entidades sem fins lucrativos e, até, agências governamentais como a Nasa.

As 6 pessoas de nacionalidades estónia já foram detidos no país de origem e os Estados Unidos vão pedir a extradição. Quanto ao Russo ainda está a ser procurado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here