Estudo comprova que os Americanos estão mais preocupados com a hipótese de apanhar vírus no PC do que o vírus H1N1

americanDe acordo com esta investigação realizada pela BitDefender e conduzida pela empresa Kelton Research, perto de 50% dos inquiridos afirmam estar mais preocupados com o facto do seu computador poder estar infectado com software malicioso do que com a hipótese de contraírem o vírus da Gripe H1N1.

Enquanto que os Americanos dão cada vez mais importância aos perigos online, o inquérito demonstra que apenas 36% estão confiantes que saberão como agir no caso dos seus computadores estarem infectados. Apesar da baixa taxa de conhecimentos sobre segurança online, a maioria afirma saber das vantagens de se possuir um antivírus. Setenta e quatro por cento realizam um scan ao computador quando tomam conhecimento de um novo vírus, 66% verificam que o antivírus está actualizado e 25% compram antivírus no caso de ainda não o terem instalado.

Resumo dos resultados:

49% dos Americanos com computador pessoal tomam mais precauções com o seu PC do que com vírus humanos como o da Gripe.

64% dos Americanos não estão confiantes nos procedimentos a ter no caso do seu computador estar infectado.

74% dos Americanos realizam um scan com um antivírus quando tomam conhecimento duma potencial ameaça.

39% dos Americanos tentam obter mais informação sobre um novo vírus que se alastra.

65% dos Americanos são mais cuidadosos ao abrir determinados links e ficheiros depois de ouvir falar num vírus novo.

26% dos Americanos admitem ter clicado num URL curto (como os do serviço bit.ly) na internet que lhe chegou de alguém que não conhecem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here