Essential demite cerca de 30% dos seus funcionários

19 de Outubro de 2018
1 Partilhas 147 Visualizações

Há três anos, nascia a Essential Products, uma startup fundada pelo co-criador do Android Andy Rubin. Infelizmente, a empresa não obteve o sucesso esperado em seu primeiro produto, o Essential Phone, devido a vários problemas.

Há alguns meses, surgiram informações que a marca estaria planejando lançar o Essential Phone 2, mas por conta das baixas vendas registrada no primeiro modelo, o projeto foi cancelado, bem como outros produtos que, supostamente, estavam em desenvolvimento, como uma câmera VR de 360 graus.

Agora, um novo relatório aponta que a Essential demitiu cerca de 30% dos seus funcionários. Levando em consideração que a empresa possui uma equipe de cerca de 120 pessoas, isso significa que 36 delas foram demitidas. Os funcionários afetados faziam parte do departamento de vendas, marketing e hardware.

Um representante da Essential disse que essa foi uma decisão difícil, mas que a empresa está oferecendo toda a ajuda necessária para que estas pessoas sigam sua carreira. Embora seja algo decepcionante, esse número de demissões passa longe daqueles registrados por gigantes da tecnologia, como a Microsoft, que chegou a demitir mais de 1.200 funcionários no ano passado.

De qualquer forma, esta decisão sugere fortemente que a Essential pretende focar todos os seus recursos em um novo dispositivo, que poderá ser a “salvação” da empresa ou seu fracasso total.

Na semana passada, foi dito que a equipe de Andy Rubin estaria trabalhando em um dispositivo com inteligência artificial, que aprenderá os hábitos do proprietário para realizar tarefas automaticamente, como responder e-mails e mensagens. No entanto, ainda não sabemos se este projeto tem avançado, tampouco podemos confirmar que este produto chegará ao mercado.

Um e-mail vazado há pouco tempo revelou que Andy Rubin já considerou vender a Essential devido ao mal desempenho da empresa. O preço do Essential Phone, por exemplo, caiu drasticamente desde o lançamento, apesar de trazer especificações competentes, como processador Snapdragon 835, câmeras duplas de 13MP, 4GB de RAM e 128GB de armazenamento, além de ter sido o primeiro smartphone “não-Pixel” com Android 9.0 Pie.

Ainda assim, vamos aguardar para sabermos quais são os planos da Essential para os próximos meses, e se a empresa, de fato, pretende oficializar este produto baseado em IA.

Fonte: GizMoChina

Artigos interessantes

Imagem real do Galaxy S10 Plus confirma câmaras frontais no ecrã
Destaques
39 Visualizações
Destaques
39 Visualizações

Imagem real do Galaxy S10 Plus confirma câmaras frontais no ecrã

Bruno Peralta - 17 de Janeiro de 2019

Falta pouco mais de um mês para a grande apresentação da Samsung, que decorrerá no dia 20 de fevereiro para…

Twitter libera versão cronológica da timeline
Redes Sociais
23 Visualizações
Redes Sociais
23 Visualizações

Twitter libera versão cronológica da timeline

João Pedro Souza - 17 de Janeiro de 2019

Uma nova atualização do Twitter para Android traz a possibilidade de visualizar o feed na ordem cronológica. Opção que já…

Xiaomi demonstra o melhor sensor de impressões digitais no ecrã até ao momento
Destaques
3 Partilhas45 Visualizações
Destaques
3 Partilhas45 Visualizações

Xiaomi demonstra o melhor sensor de impressões digitais no ecrã até ao momento

Bruno Peralta - 16 de Janeiro de 2019

Os fabricantes de smartphones estão retirando lentamente os tradicionais leitores de impressão digital em favor dos sensores no ecrã, mas…

Comente

O seu email não será publico