Epic Games quer aproveitar rejeição da Steam a alguns jogos

Não há dúvidas quando indicamos que a Steam continua a ser a principal loja de videojogos do mercado, com um domínio muito grande, mas a produtora do Fortnite tem vindo a ser uma série concorrente à plataforma da Valve, cada vez com mais jogos e tem promovido a sua loja oferecendo jogos semanalmente, sendo que já teve bastantes jogos sonantes, como o GTA V, Civilization VI ou o Among Us, entre outros.

Ora, a verdade é que até há pouco tempo, se não fosse permitido o seu jogo na Steam, seria difícil vingar no mercado, mas com a Epic Store a ter uma boa quota de mercado, já é uma excelente ajuda e, por isso, quando a Steam rejeita alguma coisa, a Epic Store rapidamente aceita, chamando para si mais alguns utilizadores que vêm as limitações da Steam. Agora é a vez de um método de pagamento que está na moda, as criptomoedas.

A Steam anunciou que não vai permitir a publicação de jogos ou de outras aplicações criadas através da tecnologia blockchain e que envolvam transações com criptomoedas ou NFTs, uma tendência recente que certamente deixará muitos utilizadores insatisfeitos, bem como programadores. Mas a Epic Games está de braços abertos.

blank

A Epic Games não perdeu esta oportunidade de se destacar nesta área afirmando que aceitará os programadores que pretendem usufruir da nova tecnologia de blockchain, criptomoedas, ou tecnologia associada, como os NFTs. No entanto, apesar de aceitar não é a qualuqer custo, já que também definiu algumas regras.

Importante referir é que a adição destes jogos será sempre analisada caso a caso, sendo importante que cumpram algumas regras, como a classificação apropriada, sendo que apesar de a Epic Games não utilizar cripto nos seus jogos, agradece too o tipo de inovação na área da tecnologia e das finanças.

Nesse sentido, os pagamentos não poderão ser feitos através da Epic Store, já que a mesma não o permite, mas será possível aos programadores adicionarem outros métodos de pagamento que utilizem estes serviço, desde que de forma legal e de acordo com a lei.

Fonte: The Verge

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here