Ensaio Nissan Micra IG-T Tekna: Análise

O novo Nissan Micra deu à luz e trouxe consigo uma nova imagem. Se o anterior modelo, correspondente à quarta geração, era pouco atraente por dentro e por fora, esta quinta geração veio claramente para ficar na memória e reconquistar aqueles que já não acreditavam que o Micra podia realmente ser uma boa e atraente máquina. Aliás, esta versão é feita na Europa e destina-se sobretudo aos europeus.

Ao contrário do anterior Nissan Micra, o Micra IG-T Tekna (que o Mais Tecnologia teve oportunidade de testar) já não é tão ‘micro’ assim. Trata-se de um modelo mais robusto, desportivo e capaz de chamar à atenção, tanto pelo seu design como pelas cores apelativas que a empresa nipónica escolheu para ele.

Condução e Design

O Micra apresenta-se como um carro mais robusto que os anteriores e é muito acessível de conduzir. As curvas são feitas de uma forma bastante suave e o chassis transmite segurança ao condutor. A aceleração do motor de 0.9 litros dá a entender que o carro não acelera muito ao início, mas rapidamente percebemos que ganha uma aceleração bastante razoável e permite boas velocidades até em terreno mais montanhoso.

Saliente-se também que a caixa é de cinco velocidades e não de seis, como o caso do Qashqai ou até mesmo do Juke, no entanto é suficiente pois as velocidades estão bem escalonadas. Em termos de consumo, a média é de 6l/100km.

Combinando um interior ambicioso em termos de design e eletrónica com um exterior também todo ele atrativo, o Micra torna-se assim um carro desejado e equilibrado. Como já referido, possibilita uma condução agradável, apesar do poder de travagem ficar um pouco atrás de outros modelos desta gama.

Em situações de urgência, o travão podia responder um bocadinho melhor. Ainda assim, o carro não nos pregou qualquer tipo de susto durante o ensaio realizado.

Equipamento Tecnológico

Este veículo não foi produzido lá no fim do mundo, perdoem-me a expressão, mas sim em território francês, pelo que de tudo está a fazer para se tornar um sucesso de vendas e reconquistar o público do Velho Continente. Como tal, em termos de equipamento tecnológico, o Micra merece uma nota mais do que positiva, principalmente pelas ajudas à condução que oferece. Algo interessante neste novo Micra é que o alerta de transposição involuntário de faixa já é dado através de câmaras e não de sensores.

O sistema sonoro da Bose também valoriza sem dúvida o veículo. Ainda para mais, o Micra Tekna integra uma série de pequenos altifalantes espalhados ao longo do habitáculo do carro, inclusivamente no encosto da cabeça, com o intuito de oferecer uma experiência sonora de qualidade e mais imersiva do que aquela a que condutor comum está habituado.

Este modelo inclui um ecrã de 5 polegadas, semelhante ao Qashqai, que incorpora os avisadores de vários sistemas, o conta quilómetros e o computador de bordo.

Em termos de conetividade, à semelhança dos outros modelos da Nissan, o Micra vem com Nissan Connect que permite que ligue o telemóvel ao carro e oiça as chamadas a partir dos altifalantes presentes no interior do automóvel ou sincronize música a partir do smartphone. No entanto, apesar de ser compatível com o sistema Apple CarPlay, não é com o Android Auto.

Veredito: Nissan Micra

O Nissan Micra não consegue igualar os melhores carros do segmento em que se insere, no entanto constitui-se um extraordinário esforço por parte da Nissan em tornar um carro que ao longo dos anos suscitou o desinteresse de muitos num modelo mais robusto e desportivo.

É fácil de conduzir e está equipado com muita eletrónica que torna todo o processo de condução mais seguro e confortável. A relação entre o preço e a qualidade é bastante satisfatória. Aliás, as vendas e o sucesso que o Micra já tem registado na Europa desde que surgiu no mercado é prova disso mesmo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here