EMUI 11 é oficial: a nova versão da Huawei conta com muitas novidades

A EMUI 11 é a mais recente versão da Huawei do Android 10, não do Android 11, como poderia fazer sentido pelo nome, mas a versão do Android ainda nem sequer está disponível. Este novo nome termina com o esquema anterior da Huawei de combinar números de compilação de EMUI e Android.

Isso significa que os dispositivos Huawei existentes e futuros não terão as últimas adições do Google à fórmula do Android, contando, em vez disso, com os próprios ajustes da Huawei. Vamos ver o que há de realmente novo no EMUI 11. A atualização mais recente da Huawei concentra-se em três princípios básicos: melhorias na interface do utilizadores, privacidade e segurança, e o que a Huawei chama de “vida perfeita de inteligência aritifical”.

A Huawei já começou a disponibilizar a sua versão para testes e dessa forma, deixamos aqui as principais novidades sobre o EMUI 11, anunciados hoje pela fabricante chinesa e que deverá chegar aos smartphones nos próximos tempos.

Ecrã sempre ativo personalizável

O EMUI 10 introduziu o ecrãs sempre ativos (AOD) para smartphones Huawei, mas a versão 11 eleva as coisas para o próximo nível com algumas novas personalizações para o utilizador.

A empresa está oferecendo um conjunto de designs AOD inspirados em vários estilos de arte. Três das opções são Piet Mondrian, estilo Memphis e temas inspirados em Mobius Strip. Cada um é personalizável com diferentes cores e ajustes de layout para que os utilizadores possam torná-los seus. Existem também designs AOD com mostrador de relógio mais padrão. Se isso não for suficiente, você pode tirar uma foto e o software da Huawei analisará as cores para você e aplicará um design.

A Huawei também inclui Dynamic AOD para introduzir movimentos subtis nos designs. Os utilizadores podem até mesmo aplicar as suas próprias imagens estáticas, fotos ao vivo ou GIFs animados ao ecrã para fica ro mais pessoal possível. Não há muito na forma de ajustar as informações no ecrã, mas o EMUI 11 oferece aos utilizadores muitas opções de personalização nesta área, o que permitirá ficar com uma primeira impressão do seu smartphones única.

Ajustando a interface do utilizador

A Huawei não renovou toda a interface do utilizadores, em vez disso, optou por focar na animação e nas melhorias funcionais. à primeira vista não notará grandes diferenças entre o EMUI 10 e o EMUI 11.

Dito isso, as animações são melhoradas por meio de algo que a Huawei chama de “animação em um take”. A ideia é acabar com as transições repentinas em favor do zoom e da movimentação de elementos partilhados pelo ecrã. Os resultados não são apenas mais agradáveis ​​de se ver, mas também parecem muito mais rápidos.

Essas animações mais suaves estão disponíveis em grande parte das apps da Huawei, como o calendário, galeria e aplicativos de vídeo. Para ter essa ideia, a Huawei procurou melhorar as suas animações rastreando e reduzindo os movimentos dos olhos. Certamente vale a pena, mas a desvantagem é que se torna bastante perceptível quando outros aplicativos usam transições diferentes e/ou mais chocantes.

EMUI 11 também faz alterações nas vibrações do telefone, combinando-as para evitar uma experiência de utilizador desagradável. Por exemplo, as vibrações agora seguem tons de toque e alarmes, vibrando a um ritmo semelhante.

No entanto, a maior mudança no EMUI vem com o Smart Multi-Window, que melhora muito os recursos de multi-tarefa. Ele se baseia no recurso anterior da Huawei, introduzindo uma bola flutuante que é usada para abrigar janelas de aplicativos ativos. Os utilizadores podem reabrir aplicativos rapidamente numa janela flutuante ajustável que paira sobre qualquer aplicativo em primeiro plano. Dispositivos de ecrã grande, como o Huawei Mate XS, suportam a abertura de duas janelas flutuantes ao mesmo tempo para uma multi-tasking ainda mais poderoso. Este recurso é dos mais interessante no EMUI, pois os utilizadores hardcore sem dúvida acharão o potencial multitarefa inestimável.

Privacidade e segurança

A segurança é o terceiro e último pilar do software de sistema operacional mais recente da Huawei, que se baseia em ideias que começaram com o EMUI 10. Para começar, a Huawei renovou as permissões das aplicações.

Com o EMUI 11, os ícones de notificação são exibidos sempre que uma aplicação em primeiro plano usa a localização, o microfone ou a câmara do seu telefone. Aplicação que trabalham em background estão completamente proibidos de usar o microfone e a câmara. Os pop-ups de permissão não exibem a opção “sempre permitir”. Em vez disso, é enviado ao menu de configurações do gestor de permissões.

Huawei também introduziu novo histórico de permissão de acesso e app lançar páginas de registro para o menu de configurações, permitindo que você veja os tempos e o número de solicitações.

O fabricante também criou novos recursos de privacidade em algumas das suas aplicações. Agora existe um Álbum Oculto com autenticação protegida na Galeria de Fotos, que esconde fotos de bisbilhoteiros e outras apps. O conteúdo de Notas oferece um recurso de bloqueio semelhante para ocultar o conteúdo secreto.

Partilhar agora também é mais seguro. O partilhar as fotos oferece a opção de remover local, hora e metadados da imagem. O recurso de streaming por outro lado, evita que o telefone, SMS e outras notificações apareçam na TV ao transmitir o seu ecrã

O ecossistema da Huawei abrange uma gama de produtos e a empresa está a trabalhar para integrá-los cada vez mais. O Multi-screen Collaboration permitindo que partilhe documentos, assista a filmes e jogue jogos móveis do seu smartphone no PC Huawei ou Honor.

O Celia Voice Assistant da Huawei também recebe melhorias, com um novo suporte para italiano e alemão. Isso traz o total para 7 idiomas diferentes disponíveis em 11 países. O serviço de chamada de voz MeeTime também teve um lançamento mais amplo, indo para a Polónia, Singapura, Filipinas, Arábia Saudita e África do Sul, em três dispositivos.

Data de lançamento do EMUI 11 e dispositivos qualificados

A Huawei ainda não confirmou uma data específica para a chegada do EMUI 11 aos equipamentos, sendo certo que o próximo smartphone da Huawei já virá com a nova versão, o Huawei Mate 40 (se não houver surpresas).

Durante a Developer Conference, a Huawei anunciou o início de seu programa EMUI 11 beta para quem deseja testar o software. As primeiras atualizações estarão disponíveis para as gamas P40, Mate 30 e MatePad Pro a partir de 10 de setembro. Versões beta para o Honor 30, V30, Nova 7 e outros devem chegar mais tarde também.

Fonte: AndroidAuthority

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

Quer saber outras novidades? Veja em baixo as nossas Sugestões

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here