Empresa cria o primeiro robô que apanha dejetos de cão

A Beetl Robotics abordou, com aparente eficiência, a tarefa cada vez mais polémica de recolher os dejetos de cão, ao criar um apanhador robotizado. A notícia está no The Gadjet Flow.

Esta máquina autónoma é muito semelhante a um aspirador de pó Roomba, com uma exceção: este robô tem um sensor eletrónico para localizar e concentrar-se no objeto do seu interesse… ajudado por uma concha para recolher o objeto com uma lâmina afiada para cortar a relva alta, onde a estrutura dentada pode ficar presa enquanto o robô recolhe o referido dejeto.

A verdade é que ninguém gosta de apanhar as necessidades dos cães mas, quem tem amigos de quatro patas, também já sabe que estes não se esmeram muito em fazê-las num só lugar. Muitos donos erram ao ralhar, agredir ou até ao esfregar o focinho do cão nas suas necessidades. Este tipo de repreensão só tende a agravar o quadro, pois o animal passa a ter medo do dono ou, pior, pode começar a comer as próprias fezes.

Ensinar o animal pode não ser muito difícil, mas é preciso treino, paciência, persistência e um pouco de tempo, algo que a maioria das pessoas não gosta de perder. Por isso, é bem provável que este robô se popularize, ainda que dependendo do seu preço, que não foi revelado por enquanto.

Usando a sua visão digital, este robô de quintal encontra – e destrói, de acordo com a empresa – qualquer dejeto que encontrar. O Beetl mapeia o seu quintal com uma grade, determinando onde foram deixados os cocós, grandes ou pequenos. Com as suas grandes rodas traseiras, este robô também pode lidar com relva áspera. Pode configurá-lo para o que mais deseja ver resolvido no espaço ao ar livre que circunda a sua casa, e esqueça os “presentes” que o seu fiel amigo lhe deixa diariamente.

Fonte: The Gadjet Flow

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here