E se em vez de procurar aliens, criássemos condições para que os aliens nos procurarem a nós?

9 de Novembro de 2018
4 Partilhas 93 Visualizações
Passatempo BQ Aquaris X2

Um novo estudo da prestigiada universidade americana MIT propõe uma aproximação diferente à questão da procura de vida extra-terrestre. E se nos colocássemos no papel de “procurados”?

Um conjunto de investigadores desta universidade propõe o desenvolvimento de um laser de grande potência que lance um sinal constante para o céu. Este sinal deverá ser forte o suficiente para se destacar da energia emitida pelo sol e anunciar desta forma que “estamos aqui”. Na prática, este laser funcionaria como um farol espacial.

“Os tipos de lasers e telescópios que estão a ser construídos hoje podem produzir um sinal detectável, para que um astrónomo que esteja a olhar para a nossa estrela possa imediatamente ver algo de diferentes no seu espectro,” refere o autor James Clark. Claro que este estudo tem implícita a ideia de que existem “astrónomos extraterrestres” à procura de sinais estranhos no Universo que possam indicar a presença de vida inteligente, assim como nós estamos a procurar por esses mesmos sinais.

Como seria constituído este laser?

Este artigo, publicado no The Astrophysical Journal, sugere a construção de um laser com potência de entre 1 a 2 megawatts, que seria seria disparado através dos espelhos de um telescópio massivo. Clark vai mais longe, e afirma que este sistema poderia até ser utilizado para transmitir mensagens a sistemas solares próximos, como os de Proxima Centauri e Trappist-1.

Para esses sistemas solares, as mensagens demorariam “apenas” alguns anos a serem transmitidas. Claro que seria levantado o problema da existência de um código comum de comunicação. Até poderíamos tentar enviar mensagens em código Morse, mas se os aliens não entenderem código Morse, de pouco valeria.

A ser construído, deveria ser colocado no “lado negro” da lua

Este telescópio levantaria, no entanto, problemas sério para os humanos e as suas tecnologias em órbita. Poderia causar cegueira em quem olhasse para o laser, ou simplesmente destruir dispositivos a orbitar a Terra. Assim sendo, os investigadores sugerem a construção do laser na Lua.

Fonte: CNET

Artigos interessantes

Vazamento sugere especificações do Huawei P Smart 2019
Huawei
24 Visualizações
Huawei
24 Visualizações

Vazamento sugere especificações do Huawei P Smart 2019

Wagner Pedro - 19 de Novembro de 2018

Um novo smartphone da Huawei deve chegar na Europa e América do Norte em breve. O Huawei P Smart 2019 foi…

O MIUI 10 com Android 9.0 Pie está a chegar ao Xiaomi Pocophone F1
Telemóveis
36 Visualizações
Telemóveis
36 Visualizações

O MIUI 10 com Android 9.0 Pie está a chegar ao Xiaomi Pocophone F1

Bruno Peralta - 19 de Novembro de 2018

A Xiaomi é conhecida pela sua excelente relação qualidade-preço e não há dúvidas que o mais recente Pocophone F1 é…

Moto G7 Plus aparece em renderização
Motorola
35 Visualizações
Motorola
35 Visualizações

Moto G7 Plus aparece em renderização

Wagner Pedro - 19 de Novembro de 2018

Há poucos dias, surgiu uma renderização do Moto G7, que mostrou em detalhes o design escolhido pela Motorola. Agora, a…

Comente

O seu email não será publico