Downloads nas lojas de aplicações batem recordes em 2017

29 de Janeiro de 2018
5 Partilhas 136 Visualizações

A economia ligada às aplicações de dispositivos móveis continua em altas e os últimos dados referentes ao último trimestre de 2017 revelam que as últimas semanas do ano, muito graças às quadras festivas e à oferta de smartphones e tablets – há que carregar os equipamentos com conteúdo, no fundo… – houve um crescimento significativo. No último trimestre do ano, os utilizadores tanto da App Store como da Google Play cresceram, em conjunto, 7% face a igual período do ano anterior.

De acordo com os dados revelados pelo portal Appannie.com, a Play Store dominou de forma completa, deixando a App Store longe. Os dados referentes ao último trimestre de 2017 mostram claramente que o domínio esteve do lado da Google e da sua Play Store. A distância a que deixou a sua concorrente é elevada, registando uma diferença de 145%.

Ao todo, no 4º trimestre de 2017, foram 19 mil milhões novas transferências de apps na Play Store, deixando de fora as atualizações e as reinstalações de aplicações. No 4º trimestre de 2017, os gastos feitos pelos utilizadores na App Store foram de 11,5 mil milhões de dólares. Tanto a App Store como a Play Store cresceram 20%.

Artigos interessantes

Windows 10 sofre com ameaças de Bugs
Microsoft
15 Visualizações
Microsoft
15 Visualizações

Windows 10 sofre com ameaças de Bugs

José Nilson - 19 de Março de 2019

Como já sabemos, o Windows 10 é agora o sistema operacional mais popular do mundo. Pelo menos agora que ele…

Cuidado: Google Docs pode ser usado para praticar Bullying
Aplicações
22 Visualizações
Aplicações
22 Visualizações

Cuidado: Google Docs pode ser usado para praticar Bullying

José Nilson - 19 de Março de 2019

Quando pensamos em Bullying, pensamos logo em ameaças e intimidações verbais. Mas nem sempre é isso que acontece. Muitas vezes…

Redmi, a nova submarca da Xiaomi, não quer ser apenas de smartphones baratos
Telemóveis
23 Visualizações
Telemóveis
23 Visualizações

Redmi, a nova submarca da Xiaomi, não quer ser apenas de smartphones baratos

Bruno Peralta - 19 de Março de 2019

Nos próximos anos, os smartphones da Redmi vão melhorar em termos de qualidade e os preços dos seus produtos também…

Comente

O seu email não será publico