Despesa nacional em cibersegurança ultrapassou os 146 mil milhões de euros

O mercado português de cibersegurança vale cerca de 165 milhões de euros, é constituído por 144 empresas que envolvem 1.300 trabalhadores. Os números são de um relatório do CNCS, o primeiro realizado sobre a dimensão económica da cibersegurança, em especial na problemática da cibersegurança nas empresas.

Nos próximos anos, o CNCS espera que o mercado apresente taxas de crescimento anual na ordem dos 7%.

Este trabalho foi realizado por uma equipa da Universidade do Minho. Os valores de receitas colocam Portugal em 14.º lugar no ranking do Índice Global de Cibersegurança, da União Internacional das Telecomunicações, embora na Europa surja nas últimas posições. Assim, e de acordo com os dados do estudo, a despesa global em cibersegurança ultrapassou os 146 mil milhões de euros entre 2017 e 2021.

Sendo este um mercado em expansão, em termos globais os serviços de segurança foram a principal categoria de despesa mundial nesta área, tendo atingido os 71 mil milhões de euros à escala global. Os segmentos de mercado que mais crescem são a segurança cloud (41,2%) e segurança de dados (17,5%).

Do lado da procura, o estudo caracteriza e analisa os níveis de exposição e as políticas, práticas e protocolos de cibersegurança nas empresas portuguesas, especialmente nas de pequena e média dimensão. A conclusão é que as PME portuguesas apresentam níveis crescentes de exposição digital, estão a intensificar os seus processos de digitalização e tendem a gerir volumes de dados privados cada vez maiores e mais diversificados. Ainda assim, têm dificuldade em gerir os seus negócios, políticas e práticas de cibersegurança, mas não receiam a sua exposição nos media sociais.

O estudo avança que para a maioria das PME a principal barreira à implementação de medidas para melhorar os níveis de cibersegurança é o seu custo. Outros impedimentos são a escassa cultura de cibersegurança dos colaboradores, a falta de pessoal adequado ou qualificado e o desconhecimento das medidas a adotar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui