Despedida do iPhone 13 Mini é o Golpe Final na Sepultura dos Telemóveis Pequenos!

O atraente iPhone 13 mini de 5,4 polegadas despede-se do mercado, confirmando a tendência de que os smartphones compactos de gama alta não vendem bem. Esta realidade, embora seja uma desilusão para muitos críticos e entusiastas de tecnologia, não é uma surpresa.

O iPhone 13 mini, apesar de todas as suas características premium, não conseguiu conquistar o mercado. A verdade é que os smartphones pequenos, especialmente os de gama alta que tendem a ser mais caros, não estão a ter uma boa performance de vendas. Assim, a Apple decidiu abandonar este segmento, pois já não faz sentido continuar a investir nele.

Não estamos a falar de pequenos dispositivos chineses, mas sim de smartphones topo de gama que são compactos, com cerca de 5,5 polegadas, como o iPhone 13 mini ou os Sony Xperia Compact, que também nos abandonaram há alguns anos.

A realidade é que os consumidores não querem smartphones pequenos, pelo menos não os de gama alta e com preços elevados. Portanto, não faz sentido para qualquer fabricante continuar a apostar neles.

O iPhone mini teve uma vida curta, durando apenas 3 anos desde o seu lançamento em 2020 com o iPhone 12. Apesar de ter um ecrã menor que 6 polegadas, manteve o mesmo conceito dos seus “irmãos maiores”. Agora, o iPhone SE, com as suas 4,7 polegadas, permanece no catálogo como uma opção de gama média ou acessível.

No catálogo Android, mais vasto, também não existem modelos semelhantes. O único que se aproxima do conceito é o ASUS ZenFone 10, com hardware de topo e um ecrã de 5,92 polegadas, mas mesmo assim não é totalmente “compacto”.

Assim, os fãs de smartphones de tamanho mais pequeno terão que procurar opções mais versáteis, como os Galaxy Z Flip ou similares. Com os seus designs dobráveis, oferecem um tamanho portátil quando fechados, facilitando o transporte, mas com toda a potência de um ecrã grande quando abertos.

Conclusão

O declínio dos smartphones compactos de gama alta é uma realidade que não podemos ignorar. Apesar de serem apreciados pela crítica e por alguns entusiastas de tecnologia, a verdade é que não estão a ter uma boa performance de vendas. Com o abandono do iPhone 13 mini e a falta de opções semelhantes no mercado Android, a tendência é clara: os consumidores preferem smartphones maiores e mais poderosos.

Na minha opinião, esta tendência é reflexo das mudanças nos hábitos dos consumidores, que cada vez mais utilizam os seus smartphones para uma variedade de tarefas, desde trabalho a entretenimento, exigindo ecrãs maiores e mais potência. No entanto, acredito que ainda há espaço para smartphones compactos no mercado, desde que sejam posicionados corretamente e ofereçam um bom equilíbrio entre tamanho, desempenho e preço.,

Fonte: Android Authority

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui