Depois de queda catastrófica, Facebook, Instagram e Whatsapp estão de volta

Facebook, Instagram e WhatsApp, os gigantes caíram. E como se não bastasse caírem, ainda caíram em períodos quase iguais. Mas felizmente, eles já estão todos de volta online e funcionando normalmente depois que uma interrupção de 14 horas. A qual deixou milhares de usuários, impossibilitados de postar atualizações.

No caso do Facebook e do Instagram, eles começaram a ter dificuldades por volta das 16h GMT de 13 de março. Segundo dados do site Downdetector, que monitora interrupções on-line.

Facebook fake news

Mensagens de erro nos dois sites declararam: “Opa … Algo deu errado. Estamos trabalhando para corrigi-lo o mais rápido possível”.

Muitos usuários acessaram outras redes sociais, como o Twitter, para expressar sua frustração por não poder acessar os serviços online. Com isso, as hashtags #FacebookDown e #InstagramDown foram usadas mais de 150.000 vezes.

Já os usuários do WhatsApp, começaram a relatar problemas por volta das 18h, com alguns usuários alegando não conseguir enviar mensagens. Frustrante, não acha? Imagine o tanto de dinheiro que esses sites conseguiram e conseguirão perder por causa disso.

Resultado de imagem para Facebook down

As empresas

Em resposta aos rumores postados em outras redes sociais, o Facebook disse que as interrupções não foram resultado de um ataque cibernético. Em um comunicado à Mirror Online, o Facebook disse:

“Estamos cientes de que algumas pessoas estão tendo problemas para acessar a família de aplicativos do Facebook”

“Estamos focados em trabalhar para resolver o problema o mais rápido possível, mas podemos confirmar que o problema não está relacionado a um ataque DDoS.”

Um DDoS (Distributed Denial of Service) é um tipo de ataque cibernético que envolve inundar um site com volumes extremamente altos de tráfego. O Facebook ainda não forneceu mais uma atualização, mas às 4h40 desta manhã, o Instagram twittou uma imagem de Oprah Winfrey gritando com a legenda: “Anddád … estamos de volta”.

As consequências…

Imagem relacionada

A última vez que o Facebook teve uma interrupção dessa magnitude foi em 2008. Nessa época, o site tinha 150 milhões de usuários. O que é um número medíocre comparado aos cerca de 2,3 bilhões de usuários mensais hoje.

Ainda não está claro o que causou os problemas para os usuários da rede social em todo o mundo. Porém, ua fonte interna disse à NBC Bay Area que o banco de dados do Facebook estava “sobrecarregado”.

“Estamos correndo para criar novas máquinas à medida que os outros caem. Principalmente resolvido … mas leva tempo”, disse a fonte.

A empresa de monitoramento de redes ThousandEyes , que alega atuar como a “máquina de raio X da Internet”, disse que a causa parece ser uma questão de entrega interna, e não de rede ou Internet. Um porta-voz da empresa disse:

“Dada a escala e as mudanças contínuas que esses fornecedores de escala web estão constantemente fazendo em suas aplicações e infra-estrutura, às vezes as coisas quebram como resultado dessas mudanças, mesmo nas mãos mais capazes”

O ThousandEyes ainda acrescentou que não havia visto nenhuma alteração significativa no Border Gateway Protocol (BGP). O qual gerencia o modo como os pacotes são roteados pela Internet.

“Como o Facebook usa sua própria rede backbone, não está claro como um problema de rota de trânsito externo causaria uma interrupção dentro da rede interna do Facebook”

O Facebook, que obtém grande parte de sua receita com publicidade, ainda está investigando o impacto geral das interrupções. E segundo ele mesmo, está “incluindo a possibilidade de reembolso para os anunciantes”.

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here