Dados pessoais de iPhones estão sendo enviados para terceiros

Infelizmente, não podemos dizer que estamos seguros. Mesmo que sempre nos deparamos com empresas e aplicativos que dizem “proteger a sua privacidade e/ou dados”, isso não é verdade na maioria das vezes. Saiba que quase nada é seguro hoje em dia, e aqui temos mais informações para provar isso. Aplicativos populares para iPhone estão coletando dados de seus usuários sem que eles saibam. O que não é novidade, mas mesmo assim, temos mais informações para quem está interessado.

Dessa vez, uma investigação em um iPhone descobriu que mais de 5.400 rastreadores de aplicativos estavam enviando dados do dispositivo para terceiros. Além disso, esses rastreadores costumam estar trabalhando mais à noite, quando o telefone não está sendo usado. Não está muito óbvio o por que deste horário, mas vamos em frente.

A investigação

O Washington Post, conduziu uma experiência que envolveu um repórter ligando seu iPhone ao software de monitoramento enquanto ele dormia. Até aqui estamos em uma investigação normal, afinal, isso não é nada de mais. O Problema foi o resultado que ele recebeu.

Durante o tempo de sono, os rastreadores registravam e passavam informações confidenciais, como seu endereço de e-mail, localização em tempo real, número de telefone e endereço IP. Enfim, é comum rastreadores terem acesso a esses dados pessoais entre muitas outras coisas.

Eles geralmente aproveitam o recurso ‘Background App Refresh’ da Apple. Afinal, esse recurso tende a permitir que os aplicativos transmitam dados quando não estão sendo usados. No entanto, o recurso é destinado apenas para mantê-los atualizados para quando o usuário clicar sobre eles.

A intenção é boa, pois os rastreadores podem ser usados ​​para melhorar a experiência do usuário. O problema é que eles acabam passando informações para empresas de terceiros como Amplitude, Appboy e Demdex.

Outros aplicativos

Para terminar, a investigação revelou ainda, que aplicativos populares como Spotify, Nike, Yelp continham rastreadores que coletavam uma grande quantidade de dados. Temos que notar que rastreadores de aplicativos são difíceis de bloquear e passam facilmente despercebidos.

Eles costumam ser usados ​​pelas empresas quando querem observar o engajamento dos usuários em uma escala mais ampla, mas as empresas terceirizadas querem que as informações melhorem os anúncios direcionados nos aplicativos.

Bem, se você ainda não notou o cerne da questão aqui, não se preocupe, até aqui a informação pode ser meio inofensiva, e de fato quase é. O cerne é que os aplicativos não definem com clareza quais dados estão sendo coletados, quanto tempo estão armazenados e quem pode acessar essas informações.

E como sabemos, algo que não está bem explicado acaba causando controvérsia. Enfim, muitos acreditam que cabe à Apple resolver o problema. Mas não temos tanta certeza disso.

Um porta-voz da Apple disse ao Post : “Na Apple, fazemos muito para ajudar os usuários a manter seus dados privados. O hardware e o software da Apple são projetados para fornecer segurança e privacidade avançadas em todos os níveis do sistema”.

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here