Curiosity não deteta metano em Marte e expetativas de vida no planeta caem a pique

Marte(Quase) cai por terra a possibilidade de existir vida em Marte. As últimas análises realizadas no planeta pelo rover Curiosity surpreenderam os cientistas da NASA, tendo em conta que não foi encontrado metano na atmosfera do “planeta vermelho”. Isto apesar de testes anteriores terem demonstrado a presença do gás.

A presença de metano na atmosfera de um planeta está intimamente associada com a existência de seres vivos num ecossistema, apesar de o gás também poder existir sem a presença de vida. Contudo, a sua inexistência é sempre mau sinal. Os testes estavam a ser ansiosamente acompanhados pela comunidade científica, que ficou seriamente desanimada com os resultados.

Michael Mayers, um dos coordenadores da missão, disse que os resultados do Curiosity “reduzem a probabilidade de haver atualmente micróbios que produzam metano no planeta, mas isso abrange apenas um tipo de metabolismo microbiano. Como sabemos, há muitos tipos de micro-organismos terrestres que não geram metano“.

O metano pode estar lá, mas ser inferior a 1,3 parte por mil milhões, ou seja, uma quantidade seis vezes menor do que se calculava anteriormente. Os cientistas avançam esta hipótese porque o equipamento do Curiosity tem um limite de sensibilidade e alguns testes anteriores apontavam concentrações de até 45 partes por mil milhões em determinadas áreas do planeta. Estas análises foram realizadas através de sondas em órbita do planeta, por exemplo, despertando o interesse dos cientistas nos possíveis seres que poderiam estar a produzir o gás.

Para já, o Curiosity ainda pode surpreender, já que vai passar a usar uma outra tecnologia que levou consigo e que permite detetar uma quantidade de metano menor do que uma parte por mil milhões.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here