Crypto.com sofreu ataque informático: roubados mais de 15 milhões de dólares em Etherium

O mercado das moedas virtuais está ao rubro e, tal como também costuma acontecer, isto é acompanhado por pessoas menos bem intencionadas para aproveitarem-se de falhas de segurança. Normalmente, tem acontecido porque muitos utilizadores não garantem a segurança das suas contas, mas também é verdade que já tem acontecido diversos roubos a grande empresas, como já foi o caso da BitMart e Liquid, no ano passado, mas outras como a PolyNetwork, Cream Finance, e bZx.

A verdade é que o impacto do roubo não terá sido de grande volume, apenas 15 milhões de dólares em Etherium, quando alguns dos exemplos significam valores de 100 milhões e mais, no entanto, não deixa de ser uma situação grave, até porque estamos a falar de uma das principais exchange de criptomoedas.

Tudo começou quando durante a amanhã do passado dia 17 alguns utilizadores reportaram o desaparecimento das suas Etheriums, sendo que após uma investigação da empresa de segurança de blockchain PeckShield foi verificado que 4600 Etherium foram movimentados da Crypto.com para fora da empresa, para a Tornado Cash, que é um protocolo de privacidade da Etherium que quebra qualquer ligação para o destinatário, isto é, uma lavagem de dinheiro pura e dura, portanto, tudo indica que a empresa foi alvo de um ataque hacker.

A Crypto.com rapidamente respondeu à PeckShield de que alguns utilizadores tinham reportado atividade suspeita nas suas contas e, nesse sentido, a Crypto tinha decidido suspender as retiradas de dinheiro, para que a empresa pudesse investigar o que se passou, não deixando de referir que todos os fundos estavam seguros.

No entanto, a empresa ainda não emitiu qualquer comunicado oficial sobre esta situação e, por isso, apenas nos deixa com a indicação por parte da PeckShield que uma das maiores  exchange do mundo terá sofrido um ataque informático que levou a que isto acontecesse.

Kris Marszalek, CEO da Crypto.com já indicou na sua conta pessoa do Twitter de que nenhum fundo de consumidores foram perdidos, sendo que após 14 horas, foi reposto s a possibilidade de os consumidores retirarem os seus ativos virtuais. Além disso, também refere que a empresa reforço a segurança, sendo que após a investigação estar completa, irá ser emitido um comunicado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui