Coreia do Sul opta por escolher Linux em vez do Windows 10

Já sabemos que o suporte para Windows 7 terminará em janeiro de 2020. Assim, a Microsoft provavelmente espera que os usuários do sistema operacional mudem para o Windows 10. Mas parece que temos uma situação meio que inesperada acontecendo. Pois o governo sul-coreano planeja mudar suas máquinas para uma distribuição Linux em vez do Windows de acordo com o 17 relatório do The Korea Herald. Sim, é a típica situação que a maioria das pessoas não previram, inclusive a Microsoft.

O relatório disse que testar o Linux deve ajudar a Coreia do Sul a reduzir o custo de manutenção de seus sistemas. Ao mesmo tempo que ajuda a reduzir sua dependência de um determinado sistema operacional.

Com o encerramento do suporte da Microsoft para o Windows 7, o país foi efetivamente forçado a escolher entre atualizar para o Windows 10, que acabará encontrando o mesmo destino, ou explorando opções que não são controladas por uma única entidade. E o resultado é o que gerou esta situação.

O Relatório

O Korea Herald disse que o Ministério do Interior e Segurança testará o Linux antes de implantá-lo em todos os seus dispositivos. O ministério teria dito que “testaria se o sistema poderia ser executado em dispositivos de rede privados sem riscos de segurança e se a compatibilidade poderia ser obtida com sites e software que foram criados para rodar no Windows. “

A mudança para o Linux deve custar à Coréia do Sul cerca de 780 bilhões de won (US $ 655 milhões) no total. Outros detalhes sobre a mudança são escassos – não sabemos quais distribuições Linux a Coréia do Sul estará testando, em qual cronograma ela espera fazer a mudança ou o que planeja fazer se os testes mostrarem que a mudança para o Linux seria proibitivamente difícil.

Decisão

Além disso, tem uma grande tendência de que os outros governos e o setor privado estejam dispostos a saber o que a Coreia do Sul acha. Afinal, a Coreia do Sul é uma grande potência tecnológica no mundo. Assim, suas opiniões tem muito crédito quando se trata destes assuntos.

Claro que muitas organizações já decidiram o que fazer, ou até mesmo já foram implantadas as medidas. Afinal, faz uma década desde que o Windows 7 foi lançado, e quase cinco anos desde o término do suporte mainstream, então houve tempo de sobra para planejar essa mudança. Mas ainda sim, a opinião pode influenciar muitos do que ainda podem estar em dúvida.

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here