Construir um PC de Gaming Razer Tomahawk

Red Magic 3S

Os construtores de desktops sempre trouxeram os seus conceitos mais loucos para a CES, e 2020 não foi excepção. O Tomahawk N1 da Razer combina o design Razer de sempre das placas gráficas externas com a nova tecnologia NUC baseada em cartão da Intel para criar um PC extremamente simples e elegante. É muito atraente, embora a Razer tem estado mais em perdas do que em ganhos quando se trata de realmente lançar os conceitos selvagens que mostra na CES, e por isso veremos se conseguimos realmente alcançar um deles.

No outro dia informámos sobre o novo NUC 9 Extreme da Intel, o mais recente kit next unit de computação, que permite que ´graphic cards´ e desktop sejam usados pela primeira vez como parte de um kit que nós próprios assemblamos. Poderemos trabalhar com os elementos modulares computacionais para fazer a troca de componentes em formato interior ou exterior do chassis de forma mais fácil. Enquanto a Intel está a preparar o seu Ghost Canyon NUC completo com uma caixa adornada com um crânio, outros fabricantes são livres para construir o seu mini-desktops próprios em torno do conceito NUC.

A Razer, a empresa de hardware de jogos que se formou a partir da produção de controladores e outros periféricos, para também passar a produzir sistemas de PC bem concebidos, embora tenha tido mais sucesso com os laptops como a família Blade, está agora a enfrentar o reino dos desktop com o Tomahawk, e que se apresentará como um PC completo, ou também e apenas com um chassi autónomo. O Tomahawk vai fazer uso do NUC 9 Extreme, mas como é típico com a Razer, esta vai oferecer os seus próprios toques de design inovadores. Para começar, a Razer produz o Tomahawk em alumínio, com as faces laterais criadas a partir de vidro temperado, permitindo que se veja a assemblagem vertical do GPU , tal como a Nvidia GeForce RTX 2080.

O arrefecimento é facilitado por uma ventilação no topo da caixa, enquanto a parte traseira do chassis se abre para permitir que o Módulo de Computação deslize para dentro e para fora, mantendo-se compacto. Além de uma placa gráfica de tamanho completo, o Tomahawk pode ser configurado com até uma CPU Core i9 e 64GB de RAM. A conectividade inclui um par de portas Thunderbolt 2 e HDMI e meia dúzia de portas USB 3. Graças à sua natureza modular, muitos componentes podem ser actualizados com facilidade. Se realmente queremos construir um sistema completo, a Razer vai estar com o lançamento do Tomahawk numa versão apenas em chassis, chamado de ´Tomahawk N1´.

O desktop de jogos Razer Tomahawk permanecerá pequeno e poderoso graças ao NUC 9 Extreme da Intel. Dentro do mini-chassis de alumínio e vidro, reside uma bandeja modular que inclui até um processador Intel Core i9 e um Nvidia GeForce RTX GPU 2080. Construir um PC é assustador. Há cabos que precisam ser conectados, processadores que precisavam ser assentados apenas assim, e toda uma miscelânea de componentes que precisam ser selecionados, testados e cuidadosamente instalados para fazer a coisa funcionar. Um parafuso acima pode sair caro. O Razer Tomahawk pretende tomar conta do trabalha na construção de um PC e tornar o processo praticamente infalível, e é possível graças à Intel, que tem uma nova versão do seu popular NUC disponível este ano. Os NUCs são computadores muito compactos produzido pela Intel.

Normalmente exigem um pouco mais de experiência para configurar, não têm qualquer software pré-instalado, mas eles são geralmente ótimo para mexer, construir um Windows Media Center, ou apenas alinhar as coisas ao nível de um Raspberry Pi. Somente, nos últimos dois anos, os NUCs começaram a mudar para computadores mais completos em vez de um mero prazer de um infogeek.

O NUC mais recente está a chegar com designs diferentes, incluindo um onde a placa-mãe, CPU, RAM e armazenamento são todos colocados numa única placa PCI-E, o que os torna perfeitos para as pessoas que procuram construir seu próprio PC.

Primeiro, teremos de escolher o NUC que preferimos, detalhando a ram (até 64GB de DDR4), capacidade de armazenamento, e processador de 9ª geração da Intel (até
um i9) . Em seguida, escolhemos a GPU (até uma Nvidia RTX 2080 Super), conectando ambos aos slots PCI-E disponíveis no caso e ligar nos cabos de alimentação que saem da fonte de alimentação que acompanha. Colocar tudo no lugar e está feito. Poderá levar 30 segundos ou menos, dependendo do caso. É claramente mais fácil do que construir um PC de grande dimensão e completo.

Quando eu construo um PC, eu consigo escolher meticulosamente cada componente, das ventoinhas até à marca de SSD. Esta solução da Razer também não é tão personalizável. No entanto, acreditamos que muita gente não vai se importar, especialmente as pessoas desejosas de ´gaming´ no PC, mas relutantes em aprender sobre todos os elementos da máquina onde estão a jogar. Em vez de se preocupar com armazenamento, RAM, ou processador, aqueles de vocês que só querem continuar com ele poderia apenas comprar todo o kit e, em seguida, gastar sua energia se preocupando com a GPU, talvez o componente mais crucial para um PC de jogos.

A Razer também afirma que muitos dos componentes do NUC , incluindo o SSD, RAM e ventilação, serão atualizáveis pelo utilizador. Assim, se estivermos nervosos sobre a atualização, podemos levar todo o tempo, atualizando aos poucos à medida que vamos aprendendo com o sistema. O Tomahawk poderá ser um potencialmente acessível meio passo entre os PCs totalmente construídos que podemos comprar por exemplo no Alienware ou Maingear, e os super personalizáveis que nós podemos construir . Mas quão acessível poderá ser encontrado, é um ponto que a Razer ainda não está a discutir. A Intel também se encontra muito calada acerca de preços. Enquanto a Razer transformou o NUC num PC super-cool completo anexado a um cartão PCI-E, a intel  também irá lançar um NUC mais tradicional.

A Razer anunciou que o desktop Tomahawk Gaming estará disponível no primeiro semestre de 2020, mas nenhum detalhe de preços foi divulgado.

Fonte: Gizmodo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here