Conheça os detalhes do novo Pixel Watch da Google

Por mais inacreditável que possa parecer, podemos estar a apenas alguns meses de um smartwatch original da gigante tecnológica Google. Depois dos rumores iniciais e de algumas fotos que começaram a ser divulgadas no início deste mês surgiu um novo relatório que revela, de forma mais pormenorizada, o que pode esperar do wearable da Google no próximo ano.

Esses rumores reavivados deixaram claro que o Google não apostaria na sua marca Fitbit para comercializar o relógio. De acordo com novos detalhes anunciados pelo 9to5Google, a gigante tecnológica pode criar a marca do seu primeiro wearable. Uma atualização da Google app no ​​Android aponta para a referência do gadget da marca Pixel. A empresa utiliza essas tags de “experiência” para ter recursos exclusivos e parece que este relógio específico poderia seguir os passos de telefones como o Pixel 6.

O Google finalmente começou a apostar de forma mais séria no hardware, com o lançamento dos seus smartphones mais recentes. Os rumores anteriores sugerem um caminho semelhante para o seu relógio.

Por agora ainda não se sabe muito sobre a experiência do software neste gadget, mas parece a versão mais recente do Assistant que foi lançada pela primeira vez com o Pixel 4 pode reaparecer. Assim, os comandos de voz e consultas seriam executados diretamente no relógio, em vez de aceder sempre à internet. Segundo avança o 9to5Google foi possível encontrar um ativo relacionado com o Assistente no emulador Wear OS 3.

Embora a mudança do Google para um wearable original possa parecer algo que possa potencialmente prejudicar a própria Google na competição directa com a Samsung, não é expectável que aconteça. Parece que o Pixel Watch será executado em uma CPU Exynos. De acordo com Max Weinbach da AP, utilizará uma versão do chipset de 5 nm atualmente incluído na série Watch4, embora com a marca Tensor.

A mudança do nome “Exynos” não deve ser uma surpresa. O chipset Tensor encontrado no Pixel 6 e 6 Pro é, na sua génese, um processador Exynos modificado, e pudemos ver uma abordagem semelhante com este smartwatch.

O lançamento iminente de algum hardware vestível do Google há muito aguardado promete tornar 2022 um ano emocionante para os fãs de smartwatch. Não apenas pelo Pixel Watch mas o Wear OS 3 pode vir a estar disponível em aparelhos fora do Galaxy Watch4.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui