Confirmado: o carregamento rápido prejudica a baterias a longo prazo

A bateria é um dos componentes fundamentais de todos os smartphone e cada vez são mais as marcas que se preocupam em ter dispositivos com uma boa autonomia da bateria. Longe vão esses tempos em que o smartphone “morria” antes de acabar o dia e tínhamos que estar pendentes de o ligar a uma ficha ou então de uma powerbank. Agora, as baterias não só são mais poderosos, mas também são mais rápidas a carregar. Mas… será que isso é bom?

De todos é sabido que a carga rápida é uma realidade nos smartphones atuais. VOCC 3.0, Quick Charge, Super Charge… Muitos são os sistemas que as marcas foram criando para que seus produtos possam estar ao máximo de bateria no mínimo tempo possível, no entanto, tudo parece indicar que este tipo de cargas afetam negativamente a vida útil das baterias. Ao menos assim foi testado pela Universidade de Purdue (Estados Unidos).

A carga rápida pode danificar mais facilmente as baterias. A maioria das baterias atuais são de Li-On, tanto em telemóveis como auriculares de ouvido ou alto-falantes. Falamos de alguns componentes que são capazes de suportar cargas muito elevadas que permitem aumentar a percentagem de bateria muito rapidamente. No entanto, este novo estudo confirmou que não só as cargas são mais rápidas, mas que podem ser mais prejudiciais do que as habituais.

Na Universidade de Purdue (Indiana) foram testados vários carregamentos rápidos e baterias e demonstram como esse tipo de cargas afetam as baterias e normalmente degradam-se com maior facilidade. O processo de carregamento rápido gera um desgaste contínuo nos componentes mecânicos da bateria, gerando assim uma diminuição da sua vida útil. Ou seja, a velocidade com que os iões penetram no dispositivo e colidem com os eletrõesimpõe um desgaste muito maior na bateria.

Kejie Zhao, chefe do estudo, analisou todas as baterias atuais do mercado garantindo que os componentes das mesmas se danificam com o carregamento rápido. Para isso foi realizado uma pesquisa, baseada em técnicas 3D e Inteligência Artificial que confirmou que “as baterias de lítio de carregamento rápido, muitas vezes são cobertas com eletrões mais grossos, mas isso não evita danos”, disse o próprio Zhao.

“A capacidade das baterias não depende de quantas partículas estão na bateria; o que importa é a forma como são utilizados os iões de lítio “.

De todo este tema pode-se tirar uma conclusão muito clara: carga rápida acelera a degradação da bateria. Esperemos que os fabricantes encontrem uma fórmula para obter uma carga tão rápida e eficiente para os nossos móveis.

Fonte: The Register

1 COMENTÁRIO

  1. Foi sempre algo com que me debati, e existem marcas (Sony) que têm boas tecnologias para prevenir isto. Porém, o meu irmão carregou por dois anos um OnePlus 3T sempre com o carregamento rápido e a bateria (duração) só ficava era melhor!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here