Coinbase já permite converter criptomoedas em cartões-prenda

28 de Julho de 2018
3 Partilhas 803 Visualizações

Há muitos que acreditam que as criptomoedas serão o futuro do dinheiro, o que é encarado, claramente, como exagerado. No entanto, já existem algumas empresas similares à Coinbase que têm cartões de crédito associados e que permitem a utilização do saldo para compras, como a própria já oferece nos EUA.

A Coinbase é uma das gestores de criptomoedas mais utilizadas no mundo e para oferecer mais funcionalidades aos seus clientes, anuncia uma nova forma de utilizar o saldo da sua conta, trocando-o por cartões de oferta, em parceria com o site wegift.io.

Em 2015, a Coinbase lançou um cartão próprio, o Shift, que utilizava um cartão Visa para que os seus utilizadores nos EUA pudessem utilizar o saldo, mas apesar de esta novidade ter sido lançada há mais de três anos, ainda não saiu dos EUA. Felizmente, agora decidiu criar uma nova forma de podermos gastar o dinheiro, sem termos de o enviar para a nossa conta bancária e ainda podemos ganhar com isso.

Ora, como a própria Coinbase explica, se fizermos uma transferência de dinheiro da Coinbase para a conta bancária, tem que se pagar uma taxa de 1,49%, o que significa que se forem transferidos 100€, recebemos 98,51€ na conta. Além disso, a transferência pode demorar até três dias. Mas com cartões-oferta, o eGift Card, até podemos ganhar mais do que o que transferimos.

Além de não termos de pagar nenhuma taxa, a conversão em cartão é instantânea, sendo que ainda há a possibilidade de ganhar bónus, variável conforme a loja que iremos utilizar, e que pode ir até aos 9%. Ora, desta forma, dos 100€ que transferirmos, podemos receber até 109€. Isto é, também, uma forma de incentivar os utilizadores a irem por este modo.

Poderá criar cartões de oferta para lojas como o Carrefour, Decathlon, Nike ou mesmo a Google Play, para comprar aplicações.

Infelizmente, esta opção ainda não está disponível em Portugal ou no Brasil. Só está disponível, por agora, no Reino Unido, Austrália, França, Itália, Holanda e Espanha. No entanto, no comunicado, a empresa garante que está à procura para aumentar o número de lojas onde pode utilizar este serviço, bem como a possibilidade de estar disponível para mais utilizadores em mais países.

Artigos interessantes

JP Morgan lança uma criptomoedasa própria
Criptomoedas
28 Visualizações
Criptomoedas
28 Visualizações

JP Morgan lança uma criptomoedasa própria

Sandra Pacheco - 18 de Fevereiro de 2019

A criptomoeda JPM, usada somente para negócios, parece não ser apreciado pela Ripple. JP Morgan, um grande Banco de investimentos dos Estado…

8 Apps da loja Microsoft mineravam criptomoedas.
Aplicações
40 Visualizações
Aplicações
40 Visualizações

8 Apps da loja Microsoft mineravam criptomoedas.

Sandra Pacheco - 18 de Fevereiro de 2019

Uma empresa de segurança informática descobriu que aplicações existentes na loja Microsoft, secretamente mineravam criptomoedas sem qualquer permissão do utilizador. A empresa…

Robô explorador para minas submersas desenhado em Portugal
Tecnologia
50 Visualizações
Tecnologia
50 Visualizações

Robô explorador para minas submersas desenhado em Portugal

Sandra Pacheco - 18 de Fevereiro de 2019

Um robô para ajudar a explorar minas submersas, foi concebido por uma equipa de cientistas de vários países, incluindo Portugal.…

Comente

O seu email não será publico