Coinbase já permite converter criptomoedas em cartões-prenda

Há muitos que acreditam que as criptomoedas serão o futuro do dinheiro, o que é encarado, claramente, como exagerado. No entanto, já existem algumas empresas similares à Coinbase que têm cartões de crédito associados e que permitem a utilização do saldo para compras, como a própria já oferece nos EUA.

A Coinbase é uma das gestores de criptomoedas mais utilizadas no mundo e para oferecer mais funcionalidades aos seus clientes, anuncia uma nova forma de utilizar o saldo da sua conta, trocando-o por cartões de oferta, em parceria com o site wegift.io.

Em 2015, a Coinbase lançou um cartão próprio, o Shift, que utilizava um cartão Visa para que os seus utilizadores nos EUA pudessem utilizar o saldo, mas apesar de esta novidade ter sido lançada há mais de três anos, ainda não saiu dos EUA. Felizmente, agora decidiu criar uma nova forma de podermos gastar o dinheiro, sem termos de o enviar para a nossa conta bancária e ainda podemos ganhar com isso.

Ora, como a própria Coinbase explica, se fizermos uma transferência de dinheiro da Coinbase para a conta bancária, tem que se pagar uma taxa de 1,49%, o que significa que se forem transferidos 100€, recebemos 98,51€ na conta. Além disso, a transferência pode demorar até três dias. Mas com cartões-oferta, o eGift Card, até podemos ganhar mais do que o que transferimos.

Além de não termos de pagar nenhuma taxa, a conversão em cartão é instantânea, sendo que ainda há a possibilidade de ganhar bónus, variável conforme a loja que iremos utilizar, e que pode ir até aos 9%. Ora, desta forma, dos 100€ que transferirmos, podemos receber até 109€. Isto é, também, uma forma de incentivar os utilizadores a irem por este modo.

Poderá criar cartões de oferta para lojas como o Carrefour, Decathlon, Nike ou mesmo a Google Play, para comprar aplicações.

Infelizmente, esta opção ainda não está disponível em Portugal ou no Brasil. Só está disponível, por agora, no Reino Unido, Austrália, França, Itália, Holanda e Espanha. No entanto, no comunicado, a empresa garante que está à procura para aumentar o número de lojas onde pode utilizar este serviço, bem como a possibilidade de estar disponível para mais utilizadores em mais países.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here