Co-fundador do Whatsapp continua a criticar o Facebook

E parece que nem todo mundo está satisfeito com o Whatsapp sendo comprado pelo Facebook, mesmo que já tenha algum tempo desde então. Desta vez, o co-fundador do WhatsApp, Brian Acton, apareceu como palestrante em uma aula na Universidade de Stanford no início desta semana.

Nesta palestra, ele falou sobre a decisão de vender a empresa para o Facebook. E ainda acabou pedindo aos estudantes que excluíssem suas contas no Facebook. De acordo com a fonte, Acton falou durante um curso de graduação chamado Ciência da Computação 181.

E fez isso lado de outra ex-funcionária do Facebook, Ellora Israni, fundadora do She ++. Durante a aula, Acton falou sobre o motivo pelo qual ele vendeu o Whatsapp para o Facebook, além do por que ele saiu. E também aproveitou e criticou a iniciativa de priorizar a monetização sobre a privacidade do usuário.

Brian Acton, Co-Fundador do WhatsApp

Durante sua palestra, Acton destacou que grandes empresas de tecnologia e mídia social, como Apple e Google, têm lutado para moderar seu conteúdo. “Essas empresas não estão preparadas para tomar essas decisões”, disse ele. “E nós lhes damos o poder. Essa é a parte ruim. Nós compramos seus produtos. Nós nos inscrevemos nesses sites. Excluir o Facebook, certo?”

Acton tem sido um crítico do Facebook desde que deixou a empresa em 2017 devido a problemas com o desejo do Facebook de monetizar seus serviços. Esta também não é a primeira vez que ele pede que as pessoas excluam suas contas: ele disse a mesma coisa no ano passado , após o escândalo da Cambridge Analytica.

Enfim, por mais que o Facebook tenha cometidos erros grosseiros. Aliás, esses erros derrubariam qualquer empresa se ela tivesse alguma concorrência. O problema é que as redes sociais não estão competindo entre si. Elas estão em algum tipo de acordo mútuo, e as pessoas não ligam para isso.

Elas só querem estar conectadas com outras pessoas. Por isso acaba sendo difícil para o Facebook sofrer perdas pesadas. E nem vamos discutir o fato de que é a maior rede social do mundo.

Fonte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here